Saúde

Novembro Azul: Saiba quais são os sintomas e os exames para detecção do câncer de próstata

Veja, mais a fundo, sobre os sintomas e quais os exames a serem feitos para a detecção do câncer de próstata. Segundo o Ministério da Saúde, só no Brasil, diariamente, 42 homens morrem por causa dessa doença e 3 milhões vivem com ela

3 min de leitura
16 Nov 2022 - 09h45 | Atualizado em 16 Nov 2022 - 09h45

O Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata é celebrado em 17 de novembro e tal data traz à tona a importância da prevenção, do tratamento e da realização do exame que pode ajudar a salvar a vida de vários homens, conforme o “JC”

A prevenção do câncer de próstata, mesmo que seja ainda vista como um tabu por muitos homens, possui grande importância e vantagens e isso deve-se ao fato de que, quando detectado com antecedência, as chances de cura são maiores.

De acordo com dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de próstata é uma das enfermidades que mais afetam os homens, e também representa 29,2% dos tumores diagnosticados nessa população. 

Só no território brasileiro, 42 homens morrem, diariamente, por causa do câncer de próstata e 3 milhões convivem com essa doença, segundo o Ministério da Saúde. 


Post sobre o assunto. (Reprodução/Twitter @spbancarios)


Os sintomas 

O site citado aponta que, em fase inicial, o câncer de próstata pode não apresentar sintomas, entretanto quando apresenta são mais comuns: Dificuldade de urinar (demora em começar e terminar), diminuição do jato de urina, necessidade de urinar mais vezes ao dia, sangue presente na urina. 

Não obstante, os sintomas apresentados também podem ocorrer por causa de doenças benignas, como é o caso da hiperplasia benigna da próstata ou a prostatite.

De qualquer forma, o recomendado é que, ao aparecerem os sintomas, o homem vá atrás de atendimento médico e já dê início à realização de exames preventivos.

Os exames para detecção do câncer de próstata

Na atualidade, há dois exames que ajudam a detectar o câncer de próstata, que são: Exame de toque retal e o de PSA. 

Exame de toque Retal: Nesse caso o médico avalia o tamanho, a forma e a textura da próstata, ao introduzir o dedo protegido por uma luva lubrificada no reto do paciente. Tal exame permite palpar as partes posterior e lateral da próstata.

Exame de PSA: Trata-se de um exame de sangue que mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata, Antígeno Prostático Específico (PSA). Os níveis altos dessa proteína podem significar câncer e, também, doenças benignas da próstata. 

Confirmação da doença

A confirmação de que o indivíduo está com câncer de próstata só poderá ocorrer, de fato, a partir de uma biópsia. No exame, pequenos pedaços da próstata são retirados para serem analisados no laboratório.

Somente nos casos em que alterações são detectadas nos exames de toque e PSA que a biópsia é indicada. 

Prevenção

De acordo com o “JC”, a questão da prevenção é algo bastante discutido entre alguns profissionais. Há aqueles que afirmam que o exame preventivo deve ser feito por todos os homens, tendo sintoma ou não, enquanto que outros alegam que homens sem sintomas não precisam. 

Tanto o Ministério da Saúde, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), não recomendam que os exames de rastreamento do câncer de próstata sejam feitos em pacientes sem sinais ou sintomas da doença.

Grupo de risco e o exame de prevenção

Alguns homens, que estão enquadrados no grupo de fatores de risco devem realizar sim o exame de rastreamento do câncer de próstata. Os fatores de risco são: Idade, histórico familiar e sobrepeso ou obesidade.

Idade: Com o passar do tempo, o risco aumenta. No Brasil, a cada 10 homens que são diagnosticados com a doença, nove têm mais de 55 anos. 

Histórico familiar: Homens com histórico de câncer de próstata na família devem realizar o exame preventivo para câncer de próstata antes dos 60 anos.

Sobrepeso ou obesidade: Estudos apontam que homens com o peso corporal mais alto apresentam maiores riscos de desenvolverem o câncer de próstata, segundo dados apresentados no “JC”. 

Aumento de casos graves

Segundo Renan Eboli, médico urologista da Multihemo Oncoclínicas, tem crescido o número de casos de câncer de próstata graves no Brasil. A pandemia foi um dos fatores que potencializa esse crescimento, de acordo com o médico.

Renan explica: “Com a pandemia, infelizmente estamos notando aumento no número de tumores graves, porque os pacientes deixaram de se cuidar e fazer os exames de rotina”

O mês de novembro é dedicado a conscientizar a população masculina sobre os riscos do câncer de próstata e é caracterizado pela cor azul.

Foto Destaque: O laço azul é o símbolo do Novembro Azul. Reprodução/Twitter @Metropoles.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo