Celebridades

Mulher trans que foi queimada viva recebe flores de Whindersson Nunes

O Youtuber mais famoso do Brasil, Whindersson Nunes, se comove com a situação de Roberta Silva, a mulher trans que foi queimada viva por preconceito e manda entregar algumas lembranças para a vítima.

3 min de leitura
27 Jun 2021 - 12h38 | Atualizado em 27 Jun 2021 - 12h38

O Youtuber Whindersson Nunes disse em seu perfil no Twitter, no último sábado (26), que mandou flores e um bilhete para Roberta Silva, de 32 anos, que teve 40% do seu corpo queimado em Recife, capital Pernambucana. Na postagem ele fala que um amigo levou os presentes para a vítima, que segue em estado grave e está intubada no Hospital da Restauração (HR).


Após postar foto de sunga, Andressa Suita comenta foto de Gusttavo Lima: “bela foto e bela fotógrafa”

MC Marcelly revela após prisão do marido: ‘Tive muito medo de morrer’

Juliette refaz seu ‘Queridometro’ e fala sobre Viih Tube: 'Tem muito a evoluir'


 

“Um amigo foi deixar umas flores e um bilhete meu para Roberta, a travesti que foi queimada ontem em Recife, ela não pode ler o bilhete, nem receber as flores, ela tá entubada indo amputar o braço esquerdo e avaliando amputação do braço direito, me corta o coração mais do que já está…” desabafou Whindersson em seu post, que, aliás, foi a primeira postagem após a morte precoce de seu filho com Maria Lina Deggan.


https://twitter.com/whindersson/status/1408873143972896768?s=1005

Reprodução / Twitter


 

Whindersson relata que a situação de Roberta mexeu muito com ele pelo fato de uma amiga trans do Youtuber tê-lo acolhido quando perdeu algo importante, que foi sua fé. “O assunto me toca porque tenho uma amiga trans que falou de Jesus pra mim muito bonito quando eu tinha perdido  fé, e esse amor voltou”, afirmou. “Não me importa com (sic) o que você acha, mas me importa toda vez que eu penso nela tenho medo que alguém faça algo assim DO NADA, porque é uma realidade”, lastimou.

 

Entenda o caso

 

Roberta teve seu corpo queimado por um adolescente na madrugada da última quinta-feira (24). De acordo com o G1, que teve acesso ao boletim de ocorrência, as "testemunhas relataram à PM que um homem estaria com a vítima em um barraco de lona e teria ateado fogo a ela, tentando fugir em seguida. O jovem foi encontrado logo depois, correndo". A mulher trans segue internada enquanto o jovem foi apreendido em flagrante.

 

 

 

(Foto destaque: Whindersson tirando foto em frente ao espelho. Reprodução / Instagram)

Deixe um comentário