Morre Diego Maradona aos 60 anos

Publicado 25 de Nov de 2020 às 20:50

O ídolo Diego Maradona, maior jogador da história do futebol argentino, morreu nessa quarta-feira (25) aos 60 anos, em decorrência a uma parada cardiorrespiratória em sua residência na cidade de Tigre, em Buenos Aires, segundo o jornal Clarín. O corpo será velado na Casa Rosada, sede da presidência da capital da Argentina. 

Conhecido como "El Pibe de Oro", ele havia realizado uma cirurgia complicada no cérebro no início de novembro para drenar uma hemorragia cerebral, tendo alta oito dias depois. Segundo seu médico, Leopoldo Luque, a cirurgia era simples, mas haviam complicações pelas condições de saúde do ex-jogador.

Maradona deixa cinco filhos - Dalma, Gianinna, Jana, Diego e Diego Fernando. Com uma trajetória de sucesso no futebol, venceu a Copa do Mundo de 1986 e foi vice em 1990, ambas pela seleção argentina. Jogou em grandes times como Barcelona, Boca Juniors e Napolés, além de comandar a seleção argentina como técnico na Copa do Mundo de 2010.

Leia mais: Jornalista Fernando Vanucci morre aos 69 anos


Diego Maradona era o ídolo do futebol na Argentina (Foto: Reprodução/Metrópoles)


Pelé, ex-jogador brasileiro e amigo de Maradona, lamentou sua morte na rede social. "Que notícia triste. Eu perdi um grande amigo e o mundo perdeu uma lenda. Ainda há muito a ser dito, mas por agora, que Deus dê força para os familiares. Um dia, eu espero que possamos jogar bola juntos no céu", publico Pelé em seu Instagram.

Muitos outros atletas lamentaram e homenagearam Maradona nas redes sociais, como Neymar, Lionel Messi, Cristiano Ronaldo, Romário, Cafu, Marta, Adriano Imperador, Usain Bolt e Javier Mascherano. O presidente da Argentina disse: "Você nos levou ao topo do mundo. Você foi o maior de todos. Obrigado por ter existido, Diego. Nós vamos sentir sua falta para sempre". 

O governo da Argentina decretou luto de três dias no país.

(Foto Destaque: Morre Diego Maradona. Reprodução/Diário Classe Operária)

Deixe um comentário