Saúde

Ministério da Saúde e Anvisa atualizam as regras para doação de sangue durante a pandemia

A revisão é sobre as orientações a serem aplicadas na triagem clínica de pessoas candidatas à doação de sangue, revoga-se a nota técnica Nº 13/2020 - CGSH/DAET/SAES/MS

3 min de leitura
27 Jan 2022 - 13h30 | Atualizado em 27 Jan 2022 - 13h30

Uma nota técnica foi divulgada na última terça (25), e nela dizia que o indivíduo infectado pelo vírus fica inapto para doar sangue por dez dias após se recuperar da doença, o prazo anterior era de 1 mês (30 dias).

Segundo o documentário (NT) 4/2022, que revoga a NT 13/2020, as novas comandas visam garantir a segurança e qualidade do sangue coletado, diante do cenário pandemico onde se faz muito necessário as doações por todo o país.

Segue a revisão das orientações a serem aplicadas na triagem clínica de pessoas candidatas à doação de sangue e revoga-se a nota técnica Nº13/2020 - CGSH/DAET/SAES/MS.

"- Pessoas candidatas à doação de sangue com diagnóstico ou suspeita de Covid-19 e que apresentaram doença sintomática, mesmo nos casos leves/moderados, deverão ser consideradas inaptas por um período de 10 dias após a completa recuperação (assintomáticas e sem manifestações clínicas prolongadas que contraindiquem a doação);

- Pessoas candidatas à doação de sangue que apresentaram um teste diagnóstico para SARS-CoV-2 (por exemplo, teste PCR ou pesquisa de antígenos em swab de nasofaringe) positivo, mas permanecem assintomáticas, deverão ser consideradas inaptas por um período de 10 dias da data da coleta do exames;

- Pessoas candidatas à doação de sangue que tiveram contato próximo 1 a um caso confirmado de covid-19 durante o seu período de transmissibilidade, conforme definição do Ministério da Saúde, nos últimos 10 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de covid-19, deverão ser consideradas inaptas pelo período de 7 dias após o último contato com essas pessoas;

- Pessoas candidatas à doação de sangue que permaneceram em isolamento voluntário ou indicado por equipe médica devido a sintomas de possível infecção pelo SARS-CoV-2 deverão ser consideradas inaptas pelo período que durar o isolamento, conforme definição do Ministério da Saúde", diz a nota NT.


A importância de doar sangue (Foto: Reprodução/Hemocentro)


O ato de doar sangue sempre foi de extrema importância, a doação é responsável por salvar centenas de pessoas diariamente.

Junho, é conhecido como 'Junho Vermelho', pois é um mês dedicado ao incentivo a doação de sangue. Um indivíduo pode salvar até 4 vidas ao fazer sua doação, segundo o (Gov.com), uma pessoa adulta tem em média, 5 litros de sangue, e em cada doação o máximo de sangue retirado é de 450 ml. Em caso de dúvidas, procure um Hemocentro mais próximo a sua casa, eles esclareceram todas e quaisquer questões sobre o processo.

 

Foto Destaque: Incentivo a doação de sangue. Reprodução/Hemocentro

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo