Celebridades

Meghan Markle faz aparição pública após aborto espontâneo para honrar heróis da pandemia

Meghan Markle faz sua primeira aparição pública após revelar ter sofrido um aborto espontâneo em julho, e honra os heróis da pandemia no programa CNN Heroes 2020.

3 min de leitura
14 Dez 2020 - 17h30 | Atulizado em 14 Dez 2020 - 17h30

Após a revelação acerca de seu aborto espontâneo, em julho, a atriz e duquesa de Sussex, Meghan Markle, fez sua primeira aparição pública. Neste domingo (13), Meghan apareceu no CNN Heroes: An All-Star Tribute, homenageando e honrando os heróis da pandemia. 

Leia mais: Meghan Markle abre o coração sobre aborto sofrido

Agradecendo aos líderes comunitários que promoveram ações para lutar contra a fome em comunidades carentes, durante a pandemia do coronavírus, a duquesa declarou: "Em um ano que tem sido universalmente desafiador para todo mundo, eu sou inspirada por histórias de compaixão em nossas comunidades. Ao longo do país, pessoas colocaram suas próprias necessidades de lado para se juntarem e apoiarem o bem-estar coletivo daqueles ao seu redor". 

Em abril, Meghan e o Príncipe Harry também fizeram parte dessa história, se oferecendo como voluntários, durante a páscoa, para entregar refeições às pessoas, na Califórnia. "Nós sabemos o valor da comida", disse ela coletivamente, "como alimento, como fonte de vida e, em momentos de crise, o calor de uma refeição pode ser tão reconfortante quanto um abraço tão necessário - especialmente na ausência de contato, devido ao distanciamento social que todos vivemos. Esses momentos lembraram a muitos que eles são cuidados. Esta noite, estamos celebrando esses heróis silenciosos, alguns dos quais conheço e outros que aplaudimos de longe".


Meghan Markle CNN Heroes

Meghan Markle honra heróis da pandemia em CNN Heroes (Foto: Reprodução/CNN)


Sua aparição deu-se a menos de um mês após revelar ter sofrido um aborto espontâneo, em julho deste ano, ao jornal The New York Times. Em seu artigo publicado pelo jornal, Meghan Markle escreveu: “Eu sabia, enquanto segurava meu primeiro filho, que estava perdendo meu segundo”. No entanto, nada a respeito do episódio pessoal foi mencionado durante o programa. 

Meghan, que mora em Los Angeles, nos Estados Unidos, junto a Harry e seu filho Archie, disse que, mesmo com um ano difícil, foi um momento de apreciação ao poder do “espírito humano”. "Esses indivíduos se levantaram e garantiram que as necessidades mais básicas de nossas comunidades fossem atendidas. Eles garantiram que aqueles ao seu redor não tivessem que sofrer isoladamente. Eles alimentaram seus vizinhos de várias maneiras", disse ela. "E eles mostraram, a todos nós, que mesmo nos momentos mais sombrios, quando estamos juntos, temos o poder de lembrar a outra pessoa que há esperança e que ficaremos bem."

(Foto Destaque: Meghan Markle em programa CNN Heroes: An All-Star Tribute. Reprodução/ CNN)

Deixe um comentário