Money

Lucro líquido da Cielo tem alta de 13% e atinge 336,9 milhões de reais

A maior empresa de pagamentos do país, Cielo, anunciou que teve seu lucro líquido de 336.9 milhões de reais apenas no 4° trimestre de 2021, sendo 13% a mais do mesmo período em 2020

3 min de leitura
03 Fev 2022 - 14h00 | Atualizado em 03 Fev 2022 - 14h00

A Cielo elevou o lucro no quatro trimestre do ano, isso porque houve a expansão moderada do processo de pagamentos com cartões, o controle de despesas e a maior penetração de serviços de antecipação de recebíveis, mas também teve uma menor margem e uma nova redução da base de clientes. 

A maior empresa de meios de pagamentos do país, a Cielo, fez o anúncio na última quarta-feira (02), que obteve o lucro líquido de 336,9 milhões de reais ao final do período, sendo uma alta de 13% ante mesmo período de 2020.  

Os pagamentos feitos por cartão de débito e crédito processados pela rede neste período tiveram o crescimento de 9,3% no comparativo anual, sendo um pouco abaixo da inflação do período, assim sendo 208,4 bilhões de reais.  


Logo da Cielo. (Foto: Reprodução/ Divulgação/ Cielo)


Com as transações feitas pelos cartões de crédito, tiveram o aumento de 17,8%, já as transações feitas pelos cartões de débito retrocederam 0,7%, isso porque eles vêm enfrentando uma queda devido o crescimento do Pix. 

Ao mesmo tempo, a Cielo verificou em sua base de terminais de pagamentos ativos ter uma queda de aproximadamente 200 mil equipamentos, para 1,2 milhão, percebendo menores subsídios dados pela companhia a lojistas. 

Por outro lado, a receita bruta dos produtos de antecipação de recebíveis teve o crescimento de 46,8%, para 119,9 milhões de reais, tendo o panorama econômico adverso do país levando assim os lojistas a anteciparem mais recursos, mesmo com custos altos, dado ao ciclo de alta dos juros para conter a inflação.  

Ao todo, a receita líquida atingida pela Cielo no quarto trimestre obteve 3,14 bilhões de reais, um aumento de 3,9% em 1 ano.  

Diante dessa circunstância, a empresa se apoiou no controle de despesas novamente, com gastos normalizados crescendo cerca de 0,6% ano a ano, para 676,7 milhões de reais. 

Tendo assim o resultado operacional de 789,5 milhões de reais no período de outubro a dezembro pela métrica do lucro antes de depreciação, amortização (Ebitda), juros e impostos, alta de 2,8% ano a ano. Contudo, a margem caiu 0,3 ponto percentual para 25,1%. 

 

Foto destaque: Empresa Cielo. Reprodução/ Digulgação/ Cielo

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo