Notícias

Líderes mundiais já estão em Londres para participar do funeral da rainha Elizabeth II

Jair Messias Bolsonaro é um dos governantes que já está na capital do Reino Unido. Vladimir Putin não foi convidado por causa da invasão da Ucrânia pela Rússia. Confira!

3 min de leitura
19 Set 2022 - 12h10 | Atualizado em 19 Set 2022 - 12h10

Nesta segunda-feira (19), acontece o funeral da rainha Elizabeth II na Abadia de Westminster, em Londres. A cerimônia conta com a presença da família real e de líderes mundiais das Américas, Europa, Oriente Médio, África e Ásia.

Alguns desses líderes chegaram no fim de semana ao Reino Unido e estiveram no velório, que durou 5 dias. Entre eles, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que desembarcou no sábado (17) à noite. O primeiro-ministro canadense Justin Trudeau e o presidente francês, Emannuel Macron, também estão lá. A primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelensky, representa o país, que foi invadido pela Rússia em fevereiro deste ano.


Elizabeth II, a mais longeva monarca britânica, morreu aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia. (Foto: Reprodução/The Royal Family)
Elizabeth II, a mais longeva monarca britânica, morreu aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia. (Foto: Reprodução/The Royal Family)


Neste domingo (18), o rei Charles III, sucessor de Elizabeth II, recebeu presidentes, primeiros-ministros e monarcas no Palácio de Buckingham.

Confira a lista de participantes esperados para o funeral:

Participantes da realeza

• Imperador Naruhito e Imperatriz Masako do Japão;

• Rei Willem-Alexander e rainha Maxima dos Países Baixos;

• Rei Felipe VI e rainha Letizia da Espanha;

• Juan Carlos, antigo rei da Espanha, e sua esposa, Sofia;

• Rei Philip e rainha Mathilde da Bélgica;

• Rainha Margrethe II da Dinamarca, príncipe herdeiro Frederik e princesa Mary;

• Rei Carl XVI Gustaf e rainha Silvia da Suécia;

• Rei Harald V e rainha Sonja da Noruega;

• Rei Jigme Khesar Namgyel Wangchuck do Butão;

• Sultão Hassanal Bolkiah de Brunei;

• Rei Abdullah da Jordânia;

• Príncipe Turki bin Mohammed al Saud da Arábia Saudita;

• Príncipe Herdeiro Xeque Meshal al-Ahmad al-Sabah do Kuwait;

• Rei Letsie III do Lesoto;

• Príncipe Alois de Liechtenstein;

• Grão-Duque de Luxemburgo Henrique;

• Sultão Abdullah de Pahang da Malásia;

• Príncipe Alberto II de Mônaco;

• Príncipe Herdeiro Moulay Hassan do Marrocos;

• Sultão de Omã, Haitham bin Tariq al-Said;

• Emir do Catar, Xeque Tamim bin Hamad al-Thani;

• Presidente Xeque Mohamed bin Zayed Al Nahyan dos Emirados Árabes Unidos;

• Rei Tupou VI de Tonga.

Líderes nacionais

Américas

• Joe Biden e Jill Biden, presidente e primeira-dama dos Estados Unidos;

• Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá;

• Jair Bolsonaro, presidente do Brasil;

• Paula-Mae Weekes, presidente de Trindade e Tobago;

• Sandra Mason, presidente de Barbados;

• Andrew Holness, primeiro-ministro da Jamaica;

• Floyla Tzalam, governadora geral de Belize;

• Susan Dougan, governadora geral de São Vicente e Granadinas.

Europa e Oriente Médio

• Emmanuel Macron, presidente da França;

• Olena Zelensky, primeira-dama da Ucrânia;

• Frank-Walter Steinmeier, presidente da Alemanha;

• Sergio Mattarella, presidente da Itália;

• Michael D. Higgins, presidente da Irlanda;

• Micheál Martin, taoiseach (primeiro-ministro) da Irlanda;

• Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal;

• Alexander Van der Bellen, presidente da Áustria;

• Katalin Novak, presidente da Hungria;

• Andrzej Duda, presidente da Polônia;

• Egils Levits, presidente da Letônia;

• Gitanas Nauseda, presidente da Lituânia;

• Sauli Niinisto, presidente da Finlândia;

• Katerina Sakellaropoulou, presidente da Grécia;

• George Vella, presidente de Malta;

• Nicos Anastasiades, presidente de Chipre;

• Arcebispo Paul Richard Gallagher, ministro das Relações Exteriores do Vaticano;

• Charles Michel, presidente do Conselho Europeu;

• Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia;

• Jens Stoltenberg, secretário-geral da Otan;

• Mostafa Madbouly, primeiro-ministro do Egito;

• Isaac Herzog, presidente de Israel;

• Mohammad Shtayyeh, primeiro-ministro da Palestina.

África

• Cyril Ramaphosa, presidente da África do Sul;

• Yemi Osinbajo, vice-presidente da Nigéria;

• Nana Akufo-Addo, presidente de Gana;

• William Ruto, presidente do Quênia;

• Paul Kagame, presidente do Ruanda;

• Ali Bongo, presidente do Gabão;

• General Abdel Fattah al-Burhan, líder militar do Sudão;

• Christophe Mboso N'kodia, presidente da assembleia da RD Congo.

Ásia

• Droupadi Murmu, presidente da Índia;

• Wang Qishan, vice-presidente da China;

• Ranil Wickremesinghe, presidente do Sri Lanka;

• Xeque Hasina, primeiro-ministro de Bangladesh;

• Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia;

• Anthony Albanese, primeiro-ministro da Austrália;

• Yoon Suk-yeol, presidente da Coreia do Sul;

• Halimah Yacob, presidente de Cingapura;

Países que não foram convidados

A Grã-Bretanha convidou apenas chefes de Estado ou embaixadores de países com o qual tem relações diplomáticas plenas, ou seja, relações mantidas por meio de uma série de missões, baseadas em uma série de objetivos e interesses comuns.

Síria e Venezuela estão entre os países que não foram convidados, porque Londres não tem relações diplomáticas com esses países atualmente.

A Grã-Bretanha também não convidou representantes da Rússia, Bielorrússia e Mianmar depois de impor sanções econômicas a esses países, principalmente Vladimir Putin por conta da invasão da Ucrânia pela Rússia.

 


Foto destaque: Rainha Elizabeth II. Reprodução/The Royal Family.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo