Saúde e Bem Estar

Leitura na infância auxilia no controle do estresse

Segundo pesquisa, literatura na infância e também na fase adulta ajuda a manter a paz mental. A leitura diária pode agir diretamente na redução do estresse.

3 min de leitura
30 Nov 2020 - 18h11 | Atulizado em 30 Nov 2020 - 18h11

Um estudo conduzido pela Universidade de Sussex mostrou que a literatura ajuda a combater o estresse. A pesquisa consta que a leitura diária ajuda em média, em até 68% os níveis de estresse. Nada melhor como um bom livro que ajude conservar a calma e a paciência, principalmente nesse período de pandemia.

A literatura é um importante meio de interação social, além de ser um instrumento de comunicação. Sem ela, seria racionalmente impossível transmitir os conhecimentos e a cultura de uma comunidade ao longo da história. Atrelado a isso, muitos pesquisadores descobriram uma outra vantagem da leitura, principalmente em crianças: a redução do estresse.

Além de estimular a criança com livros didáticos, histórias infantis e outras fábulas, a leitura entretém e aprimora o desenvolvimento da mesma. Numa era onde a tecnologia tomou conta, muitos pais recorrem à métodos antigos de leitura. Seja por meio de livros bíblicos, livros para colorir ou até mesmo contos ficcionais, muitos pais observam uma melhora significativa quando seus filhos não ficam tanto tempo expostos à mídia televisa ou em vídeos no YouTube.


Leitura na infância reflete vida adultaLeitura na infância reflete vida adulta com menos estresse (Foto: Reprodução/Pixabay)


Especialmente no período de pandemia, muitas crianças não puderam sair de casa devido ao fechamento de escolas e de locais públicos. O segredo foi saber se adaptar em meio a tal circunstância. Muitos pais tiveram que adotar maneiras de ocuparem seus filhos de uma forma criativa, tendo a leitura como base dessas atividades cotidianas.

Leia mais: Os riscos do Covid-19 em crianças 

Há quem pensa que a leitura só beneficia as crianças. Ao contrário, no Reino Unido, desde 2013, pacientes com doenças psiquiátricas recebem indicações do que devem ler direto do especialista. Da mesma forma que se vai à drogaria comprar remédios, os pacientes levam o receituário à biblioteca e tomam emprestados todos aqueles volumes passados anteriormente pelo psiquiatra.

Assim, uma boa dose de leitura durante a infância pode moldar à criança num caminho rumo ao conhecimento e também no controle das suas emoções. Afinal, um bom livro à criança torna. 

(Foto destaque: Leitura na fase infantil surte efeito emocional na fase adulta. Reprodução/Pixabay)

Deixe um comentário