Notícias

Inundações devastam Paquistão, matando mais de 1000 pessoas

A onda de churras vem inundando o país de uma forma brutal. 33 milhões de pessoas foram afetadas pelo desastre natural, representando 15% da população.

3 min de leitura
05 Set 2022 - 15h21 | Atualizado em 05 Set 2022 - 15h21

Os paquistaneses estão passando por um momento difícil. O país está sofrendo com a maior onda de chuvas em três décadas. Até o momento, elas já afetaram mais de 33 milhões de pessoas, representando 15% da população. Até o momento, mais de 1.350 pessoas morreram.

As chuvas acompanhadas de inundações já causaram um prejuízo de mais de US$ 10 bilhões. Segundo o  ministro do Planejamento, Ahsan Iqbal, o país precisa de ajuda financeira para poderem recomeçar: "Houve grandes danos, em particular nas áreas de telecomunicações, estradas, agricultura e meios de subsistência", disse. 

A marinha foi convocada para ajudar, uma vez que, segundo a ministra da Mudança Climática, Sherry Rehman, algumas regiões do país parecem pequenos oceanos.

Um terço do país foi submerso e segundo imagens de satélite da Agência Espacial Européia (ESA), o país recebeu uma das maiores e mais potentes chuvas já vistas. As crianças foram as mais afetadas, representando um terço da população, que foi prejudicada

Segundo a UNICEF, a situação é muito grave, e aproximadamente 3 milhões de crianças estão precisando de ajuda O combate contra a fome, doenças, afogamentos, entre outros é iminente.


 Inundação em Puran Dhoro, cidade do Paquistão. (Reprodução/Yasir Rajput/Reuters).


O país está recebendo apoio direto, e agências internacionais estão em solo paquistanes fornecendo ajuda direta com suprimentos. 

O Dr. Deedar Hussain, do departamento de saúde do Paquistão, se mostra pessimista e não estipula nenhuma data para a situação melhorar, alegando que a situação não vai melhorar em dois meses.

O médico, em entrevista à Reuters, afirmou que as águas estão causando um dano severo em todos: “Muitos pacientes nos procuraram. De acordo com nosso cadastro, recebemos 16 mil pacientes. A maioria dos pacientes sofre de alergia por causa da água, e há pacientes que sofrem de diarreia e febre. Há pacientes que sofrem de malária, estamos detectando parasitas neles após realizar o teste”, disse. 

De acordo com a  Action Against Hunger, uma organização humanitária de caridade, 27 milhões de cidadãos paquistaneses passavam fome antes das enchentes. A situação após a catástrofe natural deve piorar muito. 

Foto destaque: Inundação na cidade de Dera Allah Yar. Reprodução: Reuters/Stringer

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo