Saúde

Fiocruz anuncia que terá aumento exponencial da doença varíola do Macaco no Brasil

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirmam que o país deve se preparar para o crescimento do número de casos da doença Varíola do Macaco

3 min de leitura
26 Jul 2022 - 11h57 | Atualizado em 26 Jul 2022 - 11h57

Neste sábado (23) a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência em saúde pública devido ao surto de varíola no Brasil. Em uma entrevista à CNN nesta Segunda - Feira (25) o infectologista Julio Croda da Fundação Oswaldo Cruz enfatizou sobre o país se preparar para o aumento de casos da doença.

 


 

Pesquisador (Foto: Reprodução/ Pixels)



A gente vai ter um aumento exponencial no número de casos. A gente tem uma estrutura, tem o SUS [Sistema Único de Saúde] que poderia estar sendo utilizado de uma melhor forma. Falta coordenação do Ministério da Saúde, falta comunicação, treinamento para orientar a população que está sob risco, reduzir a transmissão da doença e atingir o controle da doença” destacou o infectologista Julio Croda.


Segundo o diretor geral da OMS, Tedros Adhanom, o surto se espalhou rapidamente por todos os continentes, por meio de novos modos de transmissão, que se entende muito pouco e atendem critérios de regulamento Sanitário Internacional.


De acordo com o Ministério da Saúde, o território brasileiro tem 800 casos confirmados. Casos registrados pelos estados brasileiros são: Bahia (3), Minas Gerais (42), Rio de Janeiro (109), São Paulo (592), Distrito Federal (13), Mato Grosso do Sul (1), Goiás (16), Paraná (19) Rio Grande do Sul (3), Ceará (2), Rio Grande do norte (2), Santa Catarina (3), Pernambuco (3) e em Espírito Santo (2).


A maior forma de transmissão nesse momento é o contato íntimo, não necessariamente o contato sexual com penetração ou sexo oral. O contato pele a pele, beijos, o contato muito próximo pode estar associado à transmissão”, enfatiza o especialista.


Os sintomas da varíola do macaco são dores nas costas, cabeça e muscular, como também o cansaço excessivo, calafrios, febre, bolhas e feridas na pele. “É importante alertar que qualquer paciente que apresente esse tipo de ferida deve procurar o sistema de saúde, fazer o diagnóstico. O diagnóstico deve ser acessível, em tempo oportuno, como também orientar o contato que as pessoas devem evitar com indivíduos que apresentem esse tipo de lesão para evitar a propagação do vírus”, explica Julio Croda.

As medidas de prevenção segundo o infectologista, afirma que a conscientização sobre a doença é necessária, incluindo informações sobre sintomas e da maneira que é transmitida, é uma forma de conscientização.

 

Foto destaque : Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Reprodução/ Instagram 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo