Notícias

Fernando Haddad é escolhido para o Ministério da Fazenda

Sob muita expectativa, Fernando Haddad foi o nome escolhido para liderar o Ministério da Fazendo no Governo Lula. Entre as principais metas para iniciar a gestão estão a reforma tributária e a nova regra fiscal.

3 min de leitura
09 Dez 2022 - 17h50 | Atualizado em 09 Dez 2022 - 17h50

Fernando Haddad foi anunciado hoje (9), como Ministro da Fazenda de Lula. O novo governo toma posse em 1º de janeiro de 2023. O nome do ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação era uma grande aposta para ocupar o cargo.  

Ao longo da sua carreira política, Haddad foi ministro da Educação nos governos Lula e Dilma, entre 2005 e 2012, posteriormente foi prefeito de São Paulo de 2013 a 2016. Em 2018 concorreu à Presidência da República e perdeu no segundo turno para Jair Bolsonaro. Nesse ano, também tentou se eleger como governador de São Paulo, novamente perdendo no segundo turno.


O anúncio foi feito no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília (Foto: Reprodução/JOSEPH EID/AFP/Getty Images)


Nascido na capital de São Paulo, aos 59 anos, Haddad é bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), com especialização em Direito Civil, e mestre em economia e doutor em filosofia pela mesma universidade. Já atuou como professor de Teoria Política Contemporânea do Departamento de Ciência Política da USP e analista de investimento do Unibanco.

Depois do anúncio feito por Lula, Haddad concedeu uma rápida entrevista em que listou algumas prioridades para quando assumir o ministério: definir uma nova regra fiscal, em substituição ao teto de gastos; retomada de acordos internacionais e reforma tributária.

O importante é a gente ter uma agenda para 2023 forte, recuperar os acordos internacionais, que estão parados, sobretudo União Europeia, a questão do arcabouço fiscal e da reforma tributária, como grandes movimentos nossos, faremos todos", adiantou Haddad.

No dia anterior ao anúncio, dia 8, Haddad esteve com Paulo Guedes, atual ministro da Economia em um encontro que durou um pouco mais de uma hora. Segundo Haddad, eles tiveram uma conversa “excelente”, “cordial” e “educada”.

Em novembro, o futuro ministro, afirmou que o governo  Lula daria prioridade à aprovação da reforma tributária no Congresso e a fala não foi bem recebida pelo mercado financeiro. Os analistas defendem que são necessárias medidas para compensar o aumento das despesas e conter o crescimento da dívida pública. A PEC da Transição, passou pelo Senado e agora vai para a Câmara, e permite ao próximo governo gastar R$ 145 bilhões com o Bolsa Família.

 

Foto destaque: Fernando Haddad Foto: Reprodução/ Raul Martinez/ EFE

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo