Notícias

Explosão deixa mortos na Polônia e eleva tensões na guerra

Os mísseis atingiram um vilarejo deixando duas pessoas mortas. Polônia convoca reunião por situação de emergência após explosões, o país pretende acionar o Artigo 4 da Otan.

3 min de leitura
15 Nov 2022 - 20h13 | Atualizado em 15 Nov 2022 - 20h13

Nesta terça-feira (15) duas pessoas morreram após uma explosão em Przewodów, no leste da Polônia, próxima à fronteira com a Ucrânia. De acordo com agência Reuters, a informação foi confirmada pelo corpo de bombeiros local. 

Ainda de acordo com a Reuters, um alto funcionário da inteligência dos EUA que não teve seu nome revelado afirma que a explosão foi causada por mísseis russos. A Polônia é país-membro da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). 

A Otan é uma aliança militar formada em 1949 por 12 países, sendo alguns eles EUA, Reino Unido, França, Canadá e Polônia. Com está aliança os membros concordam em ajudar uns aos outros no caso de um ataque armado. Isso significa que um ataque a um país da Otan é considerado um ataque a todos os outros integrantes da aliança. 

O ministério da Defesa da Rússia negou as acusações, que tratou como "uma provocação deliberada com o objetivo de agravar a situação". Em comunicado, a Rússia afirmou que nenhum ataque a alvos perto da fronteira entre Ucrânia e Polônia foi feito por meios de destruição russos. 


Fumaça na Polônia após relatos de duas explosões em foto de 15 de novembro de 2022 . Reprodução: Stowarzyszenie Moje Nowosiolki via Reuters


Apesar da informação sobre os mísseis não serem confirmadas imediatamente pelo governo polonês, o país avalia acionar o Artigo 4 da Otan. O Artigo diz "as Partes consultar-se-ão sempre que, na opinião de qualquer delas, estiver ameaçada a integridade territorial, a independência política ou a segurança de uma das Partes".

Após ocorrido, a Otan afirmou que está em contato com a Polônia. "Estamos analisando estes relatos ligados à explosão na Polônia e em coordenação próxima com nossa aliada Polônia", disse a aliança em comunicado. Segundo o portal G1.

Emmanuel Macron, presidente da França, pediu por "trabalhos de verificação necessários" e afirmou que a reunião do G20 na quarta-feira (16) será importante para aumentar a atenção com a guerra na Ucrânia.

Foto Destaque: Mísseis atingem Przewodów. Reprodução: Pavlo Palamarchuk\Reuters.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo