Mundo Pet

Estudo aponta que existem 10 tipos de cães com comportamentos diferentes, entenda!

Pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisa do Genoma Humano averiguaram que cães cujos comportamentos são similares, como pastoreio, compartilham genes específicos no DNA.

3 min de leitura
10 Dez 2022 - 17h00 | Atualizado em 10 Dez 2022 - 17h00

Talvez você já tenha se perguntado o porquê de seu cocker spaniel goste tanto de farejar ou o motivo para seu border collie goste de correr em círculos ao seu redor. Cientistas também fizeram esse questionamento, e uma equipe do Instituto Nacional de Pesquisa do Genoma Humano, em Maryland, acredita que a resposta para isso está no código genético canino.

Após uma análise do DNA de mais de 200 raças de cães, os pesquisadores conseguiram classificá-los em dez grupos com base em sua linhagem genética. Cada grupo mostrou comportamentos específicos e os especialistas conseguiram correspondê-los a certos genes que os cães compartilham.

Para entender melhor os resultados do estudo, vale ressaltar que a domesticação canina ocorreu há pelo menos 15 mil anos, quando lobos cinzentos e cães divergiram de uma espécie extinta de lobo. A geneticista da Stony Brook University, Krishna Veeramah, conta que os lobos viviam nos arredores dos acampamentos de caçadores-coletores, alimentando-se de lixo criado por seres humanos.

Com o passar do tempo, os humanos começaram então a selecionar cães capazes de realizar algumas tarefas específicas, resultando nas raças existentes nos dias de hoje. O maior e mais bem-sucedido experimento genético que humanos já fizeram é a criação de 350 raças de cães. Confira abaixo os 10 grupos de cães e seus comportamentos singulares:


 Como o estudo foi realizado

Para o estudo, publicado na revista científica 'Cell', os pesquisadores procuraram identificar os genes que os humanos estavam aprimorando involuntariamente e que davam aos cães seus comportamentos desejáveis. Entretanto, alguns comportamentos podem estar parcialmente ligados a características físicas, como narizes longos ou pernas, que também foram escolhidos por reprodução seletiva.

A equipe analisou também o DNA de quatro mil cães de raça pura, mestiça e até semi-selvagem, além de canídeos selvagens, provenientes de mais de 200 raças de cães. Na sequência, eles categorizaram todas as raças em dez grupos, cada um dos quais compartilhava uma linhagem genética importante. Ficou evidente que cada um continha raças historicamente usadas para uma tarefa específica, como caçar a partir do olfato ou por meio da visão e pastorear gado.

Isso indicou que as raças de cada grupo compartilhavam um conjunto bem comum de genes que resultavam em certos tipos de  comportamentos. Estes, por sua vez, tornavam os cachorros adequados para seus respectivos papéis.

 

Foto Destaque: Cães de comportamento parecido, como os caçadores ou de guarda, compartilham semelhanças genéticas. Reprodução/Unsplash

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo