Saúde

Entenda o que é o colesterol e como controlar os seus níveis

O colesterol tem muitas funções importantes, como estimular a produção de vários hormônios. No entanto, como qualquer coisa no corpo, muito colesterol (ou colesterol nos lugares errados) gera problemas de saúde.

3 min de leitura
08 Ago 2022 - 17h08 | Atualizado em 08 Ago 2022 - 17h08

O colesterol é um tipo de gordura que é necessário para o corpo para construir e reparar as células e produzir hormônios. Seu fígado produz colesterol e alguns alimentos o contêm. Existem diferentes tipos de colesterol, e cada um tem o nome das diferentes proteínas que transportam o colesterol no sangue.

Os principais tipos são: colesterol LDL (lipoproteico de baixa densidade), conhecido como colesterol mau, e colesterol HDL (lipoproteico de alta densidade), conhecido como colesterol bom.

O colesterol alto é comum entre os brasileiros – um em cada três adultos tem colesterol alto. Ao longo do tempo, ter muito colesterol ruim faz com que depósitos gordurosos (chamados placas) se formem nas paredes das artérias. Isso leva a um estreitamento e endurecimento das artérias, o que aumenta o risco de ataques cardíacos e derrames.

Fazer mudanças no estilo de vida – e às vezes, tomar medicamentos – pode diminuir os níveis de colesterol de uma pessoa. Muitos brasileiros não sabem que têm colesterol alto, porque não há sintomas e só pode ser detectado através de um exame de sangue.

Algumas pessoas têm uma condição chamada hipercolesterolemia familiar, na qual um problema genético leva ao colesterol alto. Caso se tenha um histórico familiar desse problema ou de doença cardíaca em uma idade jovem, é recomendado perguntar a um médico sobre os riscos.

Os níveis de colesterol são medidos por meio da realização de um exame de sangue chamado perfil lipídico. Isso mede o colesterol total, o colesterol HDL e o colesterol LDL, bem como os triglicerídeos – outro tipo de gordura no sangue. Normalmente será solicitado o jejum (não comer nada) e apenas ingestão de água por cerca de 10 horas antes do teste.

Excesso de colesterol LDL (ruim) no sangue pode aumentar o risco de doenças cardíacas e dos vasos sanguíneos (doenças cardiovasculares), levando à formação de depósitos gordurosos nas artérias. Com o tempo, a placa provoca estreitamento e endurecimento das artérias (conhecido como aterosclerose).

Isso pode conduzir a:

  • Angina: quando a placa se acumula nas principais artérias que abastecem o coração, conhecidas como artérias coronárias, elas se tornam mais estreitas e são parcialmente bloqueadas, reduzindo o fluxo sanguíneo e o suprimento de oxigênio para o coração. Isso pode causar falta de ar e dor no peito;
  • Ataque cardíaco: se uma placa em uma artéria coronária estourar (rupturas), um coágulo pode se formar e bloquear o suprimento de sangue para o coração, privando-o de oxigênio;
  • Acidente vascular cerebral (AVC): se os vasos sanguíneos que fornecem o cérebro se tornam mais estreitos ou bloqueados pela placa, o suprimento de sangue para o cérebro pode ser severamente reduzido ou cortado, causando um acidente vascular cerebral. Os derrames também podem ser causados quando um coágulo de outra parte do corpo viaja pelo sangue e se aloja em uma artéria do cérebro;
  • Doença vascular periférica: isso geralmente afeta as artérias que suprem as pernas e os pés, causando dor nas pernas ao caminhar (conhecida como claudicação intermitente) e até dor ao descansar, quando a circulação é mais afetada.

Controle de colesterol passa por boa alimentação. (Foto: Reprodução/HLTH)


Um alto nível de colesterol HDL é bom porque o colesterol HDL ajuda a remover outras formas de colesterol do sangue, levando-as de volta ao fígado – onde são removidas do sangue e passadas para fora do corpo. São maneiras de melhorar o controle do colesterol:

  • Comer menos alimentos gordurosos – para reduzir o colesterol, tentar reduzir os alimentos gordurosos, especialmente os que contêm muita gordura saturada (ruim), ou consumir alimentos que contenham mais gordura insaturada (boa). Dar preferências a: peixes gordos, como cavala e salmão; arroz integral, pão e massas; nozes e sementes; frutas e legumes. Evitar o consumo de: tortas de carne, salsichas e carne gordurosa; manteiga e banha de porco; creme e queijo duro, como cheddar; bolos e biscoitos; alimentos que contenham óleo de coco ou óleo de palma.
  • Exercitar-se mais – Procurar fazer pelo menos 150 minutos (2,5 horas) de exercício por semana. Algumas coisas boas para tentar quando começar como andar rápido o suficiente para que o coração comece a bater mais rápido, fazer natação e ou praticar ciclismo.
  • Parar de fumar – Fumar pode aumentar o colesterol e torná-lo mais propenso a ter problemas sérios como ataques cardíacos, derrames e câncer.
  • Reduzir o álcool – Tentar evitar beber mais de 14 unidades de álcool por semana, ter vários dias livres de bebidas a cada semana e evitar beber muito álcool em um curto espaço de tempo.

Foto destaque: Colesterol alto pode levar a sérios problemas de saúde. (Reprodução/AdobeStock)

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo