Esportes

Em clima de uma sexta-feira 13, o Vasco assusta com erros incríveis em sua defesa e perde fora de casa para o Remo.

Em noite para a zaga vascaína esquecer, o Remo aproveita a bola aérea, aplica dois gols em trinta minutos, conta com falhas do Vasco e vence o confronto em Belém. Com a derrota o cruzmaltino fica, temporariamente, na 7ª colocação com 28 pontos. Time

3 min de leitura
14 Ago 2021 - 07h00 | Atulizado em 14 Ago 2021 - 07h00

Primeiro tempo movimentado, com um Remo intensamente perigoso e um Vasco que, mais uma vez, não conseguiu marcar e pouco criou, apesar do razoável volume não finalizava as jogadas. Os dois times estavam nivelados, mas a bola aérea foi o diferencial. 

Uma deficiência crônica assustadora na zaga do Vasco, principalmente na bola aérea, um problema que assola o cruzmaltino em toda a temporada e parece não ter solução. Além disso, um time que dá muitos espaços, faz uma marcação muito frouxa e sem pressão, visível no primeiro gol -Eric Flores estava impedido- do Remo, no qual o Ernando falhou, novamente, com Ricardo Graça no banco. Dois gols - ambos de bola aérea - em 30 minutos de jogo. O MT sofreu muito com as investidas do time da casa pelo lado esquerdo, o Remo aproveitou a falta de cobertura no lateral e pôde aprofundar suas jogadas no setor.

Uma ineficiência defensiva muito preocupante que o Lisca, também muito mal nas decisões hoje, precisa acertar para os próximos jogos. Ademais, seguiu sem conseguir criar boas chances, Cano pouco encostou na bola, apesar de Juninho e Andrey, os melhores criadores no plantel hoje, estarem em campo. O gol de Sarrafiore, ainda no primeiro tempo, deu sobrevida para o cruzmaltino buscar um placar melhor na segunda etapa. Zeca achou Léo Jabá, que entrou na área, tocou para trás, achando o argentino que finalizou.


Disputa de bola no meio campo. (Reprodução: Fernando Torres/ AGIF)


Até os 20 minutos do segundo tempo o jogo estava morno, ambos estavam dificuldade para criar, mas um lance sem muito sentido de Vanderlei definiu a partida. Em um lançamento feito pelo time do Remo, o goleiro saiu da área e espalmou a bola de maneira grotesca. Um erro muito grave, que gerou um cartão vermelho para o arqueiro e a partida para o Vasco. Apesar da desvantagem do Vasco no placar e no número de jogadores, o Remo pouco forçou no ataque e o jogo permaneceu amarrado até o final da partida e sem gols.

Leia maishttps://lorena.r7.com/post/Jogadores-e-treinador-do-Flamengo-nao-se-calam-diante-caso-de-injuria-racial-em-jogo-da-Libertadores 

https://lorena.r7.com/post/Pra-Historia-Flamengo-e-Fluminense-podem-se-enfrentar-em-uma-suposta-semifinal-de-Libertadores

https://lorena.r7.com/post/Dramatico-Fluminense-empata-no-fim-contra-o-Barcelona-EQU-e-precisara-fazer-gols-fora

 

O Vasco namorou o G4 por apenas uma rodada e terá que se recuperar contra o Londrina em São Januário, na quarta-feira, às 21h30 e tentar ficar próximo dos quatro primeiros nessa virada de turno. Lisca e seus comandados precisam encontrar soluções para os problemas defensivos, além de um futebol consistente, tanto atrás, como na frente. 

 

(Foto Destaque: Lisca recamando com a arbitragem. Reprodução: Fernando Torres/AGIF)

Deixe um comentário