Notícias

Eleições nos EUA definem novo Congresso

Os cidadãos americanos vão às urnas para definir os novos representantes nas eleições de meio de mandato. Os novos cargos serão decisivos para votar questões importantes do país.

3 min de leitura
08 Nov 2022 - 10h30 | Atualizado em 08 Nov 2022 - 10h30

Começa nesta terça-feira (08), nos Estados Unidos, as eleições de meio de mandato para compor o Congresso. Os americanos irão escolher todas as 435 vagas da Câmara de Representantes, 30 de 100 assentos no Senado, 36 governadores e renovar praticamente todas as assembleias locais.

Conhecidas como “midterms”, essas eleições funcionam como avaliação ao governo do atual presidente. Ao longo de 160 anos, raramente o partido do presidente garantia a maioria dos assentos. A Câmara dos Representantes é completamente renovada a cada dois anos, atualmente são 220 assentos do Partido Democrata, o partido de Joe Biden, e 212 do Partido Republicano, além de 6 representantes sem direito ao voto e 3 assentos vagos.

Com base nas pesquisas mais recentes, a expectativa é de que a oposição republicana conquiste entre 10 e 25 cadeiras a mais na Câmara, constituindo maioria. Com menos clareza sobre o Senado, os republicanos ainda parecem estar na frente também.


Joe Biden discursando no estado de Nova York (Foto: Reprodução/Saul Loeb/AFP)


Na eleição presidencial de 2020, a contagem de votos apresentou lentidão em alguns estados, levando alguns dias até que Joe Biden fosse declarado vencedor. Dessa vez espera-se que o resultado saia mais rápido, embora, estados decisivos, como Arizona, Nevada e Pensilvânia, possam levar vários dias para realizar a contagem de todos os seus votos.

Caso consiga maioria suficiente, Joe Biden poderá contornar as atuais regras do Congresso que impedem a legalização do aborto e a proibição de fuzis. Por esse motivo, o presidente democrata pede aos americanos um voto de confiança. Enquanto isso, os republicanos fazem promessas para lutar contra a inflação, a imigração, o crime e continuar a ofensiva contra os atletas transgêneros. Os dois lados defendem que o futuro do aborto, das armas e do sistema de saúde do país dependem do resultado dessa votação.  Para Biden, o resultado servirá como um termômetro para a aceitação do seu governo e para Trump, será um teste para seu futuro político.  

Foto destaque: Eleitor vota de maneira antecipada Foto: Reprodução/Evelyn Hockstein/Reuters

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo