Notícias

Eleições 2022: Bolsonaro pode perder apoio importante dos evangélicos

A tendência de representantes de igrejas pentecostais e neopentecostais é a de adotar uma posição mais reservada, diferente da campanha de quatro anos atrás.

3 min de leitura
18 Fev 2022 - 15h44 | Atualizado em 18 Fev 2022 - 15h44

Religiosos que apoiaram a eleição do presidente Jair Bolsonaro em 2018, começaram a rever seus posicionamentos e já pensam em conversar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Movimentações internas e até manifesto dão sinais que os evangélicos, em sua maioria, não apoiarão Bolsonaro em outubro.

Em junho de 2021, evangélicos de todo o Brasil, lançaram um manifesto contra as políticas negacionistas do presidente Bolsonaro. O documento foi assinado por 37 entidades religiosas. Parte do movimento, são de grupos que resistiram ao processo de impeachment da ex-presidente Dilma, como a Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito, o número de entidades vem aumentando, na medida em que evoluiu a crise na saúde, na área social, política e econômica do país.

 “Bolsonaro não tem ideia do que seu negacionismo causou na base da fé cristã, dos protestantes, o que deve ter acontecido com católicos e espíritas”, diz o pastor Ariovaldo Ramos, coordenador da Frente.

O líder da Assembléia de Deus Ministério de Belém, o pastor José Wellington Bezerra da Costa, já indicou que não pedirá votos para o atual presidente, e acrescentou que está aberto para o diálogo com o ex-presidente Lula. O pastor que já foi próximo do ex-líder sindical, em 2006 e da ex-presidente Dilma, em 2010, mas apoiou o então candidato do PSL, em 2018.

A reaproximação de Lula com a ala evangélica tem acontecido em várias frentes, e conta com o apoio do pastor Paulo Marcelo e do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que tudo indica que irá compor a chapa com Lula.


Lula lidera entre os católicos enquanto Bolsonaro diminui a diferença entre os evangélicos. ( Foto: Reprodução/ site PoderData)


No último levantamento realizado pelo Instituto Poder Data, entre os dias 16 a 18 de janeiro de 2022, o ex-presidente Lula tem 36% dos votos entre as pessoas que declaram ser da religião evangélica, enquanto o atual Presidente, aparece com 40%. Comparando com os números do mesmo instituto, no mês de dezembro de 2021 os números eram: Bolsonaro com 43% e Lula com 26%. A diferença caiu de 14% para 4%, em um mês.

Foto Destaque: Bolsonaro em um culto em Manaus. Reprodução/ site PoderData.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo