Música

Dua Lipa, Ivete Sangalo, Rita Ora e Megan Thee Stallion marcam presença em último dia de Rock in Rio

Dua Lipa, Ivete Sangalo, Rita Ora e Megan Thee Stallion marcam presença em último dia de Rock in Rio 2022. Shows ocorreram neste domingo, 11, no Palco Mundo.

3 min de leitura
12 Set 2022 - 12h38 | Atualizado em 12 Set 2022 - 12h38

Neste domingo, 11, foi o último dia do Rock in Rio 2022. Na despedida do evento, a programação de show no Palco Mundo contou com a participação de grandes nomes da música como: Dua Lipa, Ivete Sangalo, Rita Ora e Megan Thee Stallion. 

No palco, às 18h, o ambiente foi tomado pela performance de Ivete Sangalo. A cantora, que foi a primeira artista a subir no Palco Mundo, entregou ao público um show politizado, contando com músicas que integram seus 30 anos de história, conforme o “Popline”. 

Ivete, bem no início, produziu um solo de guitarra tocando “Sweet Child O’ Mine”, do Guns N’ Roses. Além disso, a cantora fez homenagem às filhas gêmeas Marina e Helena e seu filho Marcelo também fez presença no palco, tocando piano em “Quando a Chuva Passar”.


Post sobre o solo de guitarra de Ivete Sangalo. (Reprodução/Twitter @tmdqa)


A cantora, inclusive, emendou alguns de seus maiores sucessos do axé como “Festa”, “Tempo de Alegria”, “Sorte Grande”.

Quando o relógio marcou 20h10, foi chegado o momento de Rita Ora. No entanto, segundo o “G1”, a música mais cantada da apresentação foi “Amor de que”, na voz da Pabllo Vittar. 

Inclusive, antes de chamar Pabllo para subir no palco, a cantora e atriz inglesa de 31 anos perguntou: "Acharam que eu viria para o Rock in Rio sem uma surpresa para vocês? Vocês não acham que eu faria o Rock in Rio e não traria uma das melhores artistas brasileiras incríveis que eu conheço".


Post sobre a performance com Pabllo Vittar. (Reprodução/Twitter @papelpop)


A sensação que Ora passou foi que a mesma estivesse fazendo papel de uma apresentadora de TV. Um detalhe apontado pelo veículo de comunicação é que a banda parecia fingir tocar a música de Vittar, talvez por não estarem preparados. Aparentemente alguém pôs para tocar a base da música e Vittar cantou por cima da faixa com trechos cantados. Além de tal momento dedicado à música brasileira, Rita Ora também aproveitou para dançar ao som de “Bola Rebola” de Anitta com J Balvin, MC Zaac e Tropkillaz. 

Além disso, Ora cantou cover de “Running Up That Hill (A Deal With God)”, de Kate Bush. A mesma também cantou  suas próprias músicas como “I will never let you down”, além de feats com outros artistas como “Black Widow” (gravada com Iggy Azalea) e “Hot Right Now” (parceria com DJ Fresh).  

Quando foi 22h20, o momento foi de Megan Thee Stallion. A mesma surgiu no Palco Mundo com uma roupa parecida com a de uma passista de escola de samba. A rapper norte-americana se apresentou acompanhada de um DJ e alguns dançarinos.

A apresentação da artista contou com um repertório lotado de hits como “Wap”, sua parceria com Cardi B, “Thot Shit”, “Plan B” e “Savage”. As músicas foram recebidas pelo público com animação. 


Post sobre a performance de "Savage". (Reprodução/Twitter @Estadao)


No caso de “Sweetest Pie”, uma colaboração de Megan com Dua Lipa (atração principal do dia) que não teve participação da britânica mas foi recebida com comemoração pela plateia. Além disso tudo, a rapper chamou um grupo de fãs que estavam nas primeiras fileiras para mostrar a ela o “Twerk” (rebolado) brasileiro. No entanto, o que era para ser um momento agradável virou caótico pois fãs estavam mais interessados em tirar selfies com a rapper do que mostrar o rebolado.  

O show só voltou ao normal com “Her”, single do novo álbum “Traumazine”, e  “Savage”. Megan, em seguida, deixou o palco com “Plessurelicious”. 

Após todas essas performances, a grande atração da noite apareceu. Dua Lipa, 27, conforme o “G1”, mudou pouco o setlist apresentado na turnê de seu segundo álbum. No caso, o “Future Nostalgia”, lançado em 2020, faz uma reimaginação da disco music dos anos 1970 e 1980, contendo letras que contam a respeito das angústias de uma mulher com mais de 20 anos.  

Depois de um atraso de 20 minutos, a britânica cantou as 13 músicas da versão deluxe do disco, iniciando por “Physical” e terminando com “Don’t Start Now”. Seu setlist contém somente duas de seu primeiro álbum, que são “New Rules” e “Be the One”, sendo a responsável por fechar os shows de sua turnê anterior, agora a tal música fecha o primeiro ato. 

Quando a cantora fez seu primeiro show no Brasil, em 2017, estavam presentes 3 mil pessoas e no show desta madrugada o número aumentou para 100 mil. Tal fato, segundo o já citado veículo de comunicação, foi graças a “Future Nostalgia” e às músicas “Dance Cry” (como a própria Dua Lipa gosta de chamar). 

Um detalhe bastante elogiado foram as transições das músicas e seu groove hipnótico. Um exemplo citado em diversos sites, foi o baixo pulsante tocando em “Pretty Please” que combinou com os movimentos da cantora e outro exemplo foi “Cool”, onde o instrumento que se destaca foi a guitarra. 

E o setlist é completado por parcerias com grandes nomes como Elton John (“Cold Heart”) e Calvin Harris (“One Kiss”). No caso da primeira, há uma participação gravada do cantor no telão. Já a segunda mostra o poder perante multidões, com um bom andamento que é provado pelo fato de ter sido usada nos cantos de torcida na Inglaterra.  


Post sobre a Dua Lipa cantando "Cold Heart". (Reprdoução/Twitter @seguraessehit)


Outro detalhe apontado é que seu show é milimetricamente pensado para ser um pop perfeito. Para a britânica, segundo o site "Miranorte FM”, não importa se o show é de festival ou de turnê própria, as regras continuam a ser as mesmas.

Foto Destaque: As cantoras Ivete Sangalo, Rita Ora, Megan Thee Stallion e Dua Lipa. Reprodução/Twitter, Instagram @theestallion, Multishow. 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo