Bem Estar

Dra. Gabriela Bernhard explica o Lifting sem cirurgia – Ultraformer III

A dermatologista Dra. Gabriela Bernhard Issa detalha como funciona a nova tecnologia que possibilita o rejuvenescimento da pele. Veja na matéria abaixo essas técnicas!

3 min de leitura
26 Out 2021 - 15h45 | Atulizado em 26 Out 2021 - 15h45

Os efeitos causados pelo decorrer dos anos se tornam perfeitamente visíveis na pele do rosto e corpo, com rugas, flacidez e gorduras localizadas que indicam as consequências do tempo. Por conta disso, muitas pessoas recorrem à técnica cirúrgica lifting facial, que tem como objetivo remover as imperfeições da face e rejuvenescer o paciente. Contudo, um novo método possibilita realizar o procedimento sem a necessidade de cirurgia.

O Lifting sem cirurgia – Ultraformer, é uma tecnologia que permite um melhor alinhamento da pele, sem a necessidade de cortes ou cicatrizes.

A dermatologista Dra. Gabriela Bernhard Issa, trouxe esse novo procedimento ao seu consultório e explica que o lifting sem cirurgia é feito por meio do aparelho ultrassom microfocado. “Ele auxilia na preparação da pele, devolve a proteína colágeno para ela e diminui a quantidade de ácido hialurônico dos injetáveis em geral”, explica.

A dermatologista ressalta que o tratamento realizado por meio ultrassom microfocado é associado aos demais injetáveis, que potencializam os resultados finais. “Mas o Ultraformer é muito bom para flacidez, pois oferece o efeito lift, que chamamos de ‘esticadinha’”, descreve a Dra. Gabriela.


Dra. Gabriela Bernhard Issa – Dermatologista em Teresópolis/RJ


Segundo a Dra. Gabriela, em uma média de quatro a seis meses, os pacientes começaram a perceber a pele mais firme e menos elástica. “Isso é muito legal, porque é um tratamento que você não perde, pelo contrário, você ganha. A cada mês que passa, você fica cada vez melhor”, aponta.

Assim como outros tratamentos de pele, a Dra. Gabriela recomenda que os procedimentos sejam repetidos anualmente, para evitar a flacidez da pele que, com a idade, ocorre em uma velocidade maior.

Outra característica do Ultraformer pontuada pela Dra. Gabriela, é a sua capacidade de tratar gorduras localizadas. “Aquele excesso de gordura que não saiu com uma cirurgia, ou que permaneceu mesmo depois do individuo emagrecer”, descreve a dermatologista. “Em casos de muita gordura na papada, são realizadas três sessões, uma por mês”, complementa.

Após a realização do tratamento, a dermatologista salienta que o paciente estará liberado para realizar suas tarefas, sem a necessidade de repouso. “O Ultraformer não deixa nenhuma marca na pele, em alguns casos, a pessoa fica dolorida, mas nada que chegue a incomodar. Determinados pacientes podem ter um inchaço na região da pálpebra, mas nada que tire a pessoa de sua rotina ou exija repouso”, relata a Dra. Gabriela.

Site: www.gabrielabernhard.com.br 

 

(Foto destaque: Alguns tratamentos demartológicos exigem cuidados. Reprodução/Internet)

Deixe um comentário