Tech

Dois dos quatro criadores da famosa linha de NFT BAYC tem identidade revelada

Jornalista do Buzzfeed revelou identidades de dois dos criadores da coleção mais famosa de NFTs, a Bored Ape Yacht Club (BAYC), e apoiadores de NFT reagem negativamente a exposição.

3 min de leitura
08 Fev 2022 - 11h20 | Atualizado em 08 Fev 2022 - 11h20

Muito provavelmente você já deve ter visto essas ilustrações de macacos aparentemente simples. Bom, elas não são ilustrações normais. Esses macacos coloridos são NFT, ou tokens-não fungível, onde podem ser vendido por milhões através da tecnologia Blockchain. Famosos como Neymar e Justin Bieber já adquiriram uma NFT.
O Buzzfeed, uma empresa americana de mídia e entretenimento virtual, revelou as identidades de alguns dos fundadores da famosa coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC), de NFTs. De acordo com o site, os pseudônimos "Gordon Goner" e "Gargamel" seriam de Greg Solano e Wylie Aronow. A revelação, no entanto, tem causado indignações de apoiadores. 

O jornalista Kate Notopoulos escreveu o artigo publicado na última sexta-feira (4), intitulado "Encontramos os nomes reais dos pseudônimos dos fundadores da Bored Ape Yacht Club".

O jornalista conseguiu descobrir as identidades dos criadores utilizando os registros publicamente disponíveis da Yuga Labs, a empresa por trás da coleção de NFTs. A Yuga Labs foi criada em Delaware com endereço associado a Solano, enquanto outros registros apontam para Aronow.


Postagem no Twitter. (Foto:Reprodução/Twitter)


Em resposta, Solano escreveu em seu Twitter: "Tive minha identidade exposta contra a minha vontade. Eu na Web 2.0 versus eu na Web3.0", publicou como Gorden Goner.


Postagem no Twitter. (Foto:Reprodução/Twitter)


Já Aronow, escreveu "Fui exposto, então por que não? Eu da Web 2.0 versus eu da Web 3.0".

Em defesa do artigo, o repórter de tecnologia argumentou que "há razões pelas quais, no mundo dos negócios tradicionais, o CEO ou fundador de uma empresa usa seu nome real e não um pseudônimo”, acrescentando que “as pessoas por trás da BAYC estão cortejando investidores e administrando um negócio que potencialmente vale bilhões”. E quentionou, “Como você os responsabiliza se você não sabe quem eles são?”

Executivos de empresas de capital aberto devem ser nomeados nas divulgações e relatórios da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC. Enquanto as empresas privadas menores, os regulamentos bancários e as leis de KYC (conheça seu cliente, em português) exigem que os executivos usem seus nomes reais.

"Essas leis são em parte para impedir que terroristas, criminosos ou nações sancionadas façam negócios nos EUA”, escreveu Notopoulos.

A comunidade da Web 3.0, no entanto, reagiu negativamente a publicação do artigo. Muitos condenam que a exposição não consensual das identidades de Aronow e Solano seja uma prática de doxxing, ou seja, a pesquisa e revelação de informações privadas, em vez de uma prática jornalística correta. Em um episódio, o podcast de cripto Cobie chamou o artigo de Notopolous, de "lixo típico do Buzzfeed”, dizendo que este estava “expondo as pessoas por cliques e dinheiro de anúncios”.

Foto Destaque: Bored Ape Yacht Club. Reprodução: BAYC.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo