Saúde

Covid-19: como funciona o autoteste na Europa e nos EUA

De acordo com especialista, os autotestes precisam ter instruções simplificadas e de fácil acesso para a realização correta do exame, além disso é importante o governo monitorar os resultados.

3 min de leitura
18 Jan 2022 - 20h04 | Atualizado em 18 Jan 2022 - 20h04

Com o aumento de pessoas com queixas de sintomas de síndrome gripal e  dos elevados números da Covid-19, nas últimas semanas, no Brasil, os laboratórios ficaram sobrecarregados. Uma alternativa possível para desafogar o sistema é o autoteste, amplamente utilizado nos Estados Unidos e em alguns países da Europa, entretanto ele ainda não está autorizado no Brasil. Na última quinta-feira (13), o Ministério da Saúde encaminhou uma nota técnica à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pedindo a aprovação da liberação e comercialização de testes de Covid-19 que possam ser aplicados pelas próprias pessoas, ou os famigerados “autotestes”.


Ampliação de testes como política pública. (Foto: Reprodução/Lisa Maree Williams/Getty Images)


 

A detecção da Covid-19, através de autotestes, também é autorizada na Europa, mas o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças afirma que o uso rotineiro de testes de farmácia nos países da União Europeia (UE) precisam ser monitorados.

Nos Estados Unidos, o CDC (Centro de Controle de Doenças) autoriza autotestes, para fins comerciais, em farmácias buscando uma ampla testagem da população.

Na Austrália, as pessoas podem solicitar os autotestes ao governo e, em caso de  resultados positivos, é de responsabilidade do usuário notificar os órgãos competentes.

Uma nota divulgada pela Anvisa alerta sobre a adequação do autoteste em políticas públicas específicas "situação de autotestes voltados a doenças de notificação compulsória requer a vinculação a políticas públicas com propósitos claramente definidos, associado ao atendimento e apoio clínico adequados e, conforme o caso, rastreamento de contatos para quebrar a cadeia de transmissão".

"Outros países que adotaram a abordagem de execução de testes in vitro para covid-19 fora do ambiente laboratorial detém critérios sanitários direcionados a tais situações e estabeleceram políticas públicas na perspectiva do combate à disseminação do coronavírus", disse a agência.

 

Foto Destaque: teste sendo realizado de forma autônoma. Reprodução/Getty Images.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo