Esportes

Conheça o mais novo jogador do 'Galo', Diego Costa: Rei das tretas e polêmicas na Europa

Diego Costa, novo jogador do Atlético-MG, além de seu futebol, tem fama de se envolver em polêmicas com adversários, que ia de cusparada até mordida e desentendimento com os técnicos como José Mourinho e Diego Simeone.

3 min de leitura
17 Ago 2021 - 10h20 | Atualizado em 17 Ago 2021 - 10h20

O mais novo jogador do Atlético-MG, Diego Costa, é um jogador consolidado no Velho Continente, com seus 475 jogos por clubes e 181 gols marcados. Alguns desses, em finais de campeonato e jogos decisivos da Champions League. Porém o atacante não é conhecido na Europa apenas pelo seu futebol, mas também sua forte personalidade, temperamento e tretas que esteve envolvido fizeram a fama do jogador por onde passou.

Depois de sua melhor temporada no Atlético de Madrid, em 2012, o brasileiro naturalizado espanhol colecionou polêmicas. A embates na Libertadores contra Sergio Ramos, Pepe e companhia, nos clássicos da capital espanhola, contra o Real Madrid, a dia de fúria na Inglaterra, polêmicas com os técnicos José Mourinho e Antonio Conte, em seus tempos de Chelsea.Vamos as mais famosas polêmicas do jogador.


Diego Costa em dividida com Sergio Ramos - AP

Diego Costa em dividida com Sergio Ramos - AP


Quando jogava pelo Atlético de Madrid, em 2012/13, Diego Costa também tentou morder ninguém menos que o ídolo do Real Madrid, Sérgio Ramos. No primeiro clássico da temporada, os dois já teriam protagonizado uma disputa individual com agressão, cotoveladas, entradas ríspidas e muita reclamação. Até que o o atacante tentou dar uma mordida no dedo do zagueiro adversário. Engana-se quem achou que Diego parou por aí. Em um lance na grande área, o novo jogador do 'Galo' cuspiu na luva que estava usando e jogou no rosto de Sergio Ramos, que ficou furioso e reclamou muito com a arbitragem.


Diego Costa tentando morder Sergio Ramos - Reprodução

Diego Costa tentando morder Sergio Ramos - Reprodução


Diego Costa contra o Real Madrid era sinônimo de confusão. Não apenas com Sérgio Ramos que o atacante se envolvia em brigas no Clássico de Madrid. Diego já se desentendeu com o Pepe, famoso por suas chegadas um tanto quanto firmes em seus adversários, já teve confusões até mesmo com o lateral brasileiro Marcelo. Os embates pessoais sempre continham uma pitada generosa de provocação e violência de ambas as partes.


Provocações entre Diego Costa e Pepe - Reprodução

Provocações entre Diego Costa e Pepe - Reprodução


Na Inglaterra, Diego Costa esteve envolvido em um caso muito engraçado. Na temporada de 2016, quando jogava pelo Chelsea, na derrota para o Stoke City por 1 a 0, o atacante não estava gostando da forte marcação feita por Shawcross e tentou entrar no psicológico do rival. Enquanto o zagueiro seguia marcando em cima o atacante, o camisa 19 começou a fazer sinais com a mão dando a entender que seu marcador estaria fedendo. Depois do caso, Shawcross ganhou um ano de desodorante e se divertiu com a situação nas redes sociais.

https://lorena.r7.com/colunista/Andre-Luiz/post/Jogadores-e-treinador-do-Flamengo-nao-se-calam-diante-caso-de-injuria-racial-em-jogo-da-Libertadores

https://lorena.r7.com/colunista/Andre-Luiz/post/Lionel-Messi-fala-pela-primeira-vez-como-jogador-do-PSG-Espero-que-seja-um-ano-extraordinario-para-nos

https://lorena.r7.com/colunista/Andre-Luiz/post/Reedicao-de-sucesso-Messi-e-Neymar-juntos-novamente

Para quem achou que o episódio de cuspida e mordida com Sérgio Ramos seria o primeiro e último da carreira de Diego Costa, se enganou novamente, pois em 2016 o mesmo teve um dia de fúria na derrota do Chelsea por 2 a 0 para o Everton. Primeiro foi logo no início do jogo aos 10 minutos, quando recebeu cartão amarelo, porém sem concordar com o cartão recebido, cuspiu nos pés do árbitro da partida, Michael Oliver. Depois, já no fim do jogo, Diego se irritou com o volante Barry, do Everton, após sofrer uma entrada dura. Encarou o jogador e deu uma mordida no pescoço. O lance resultou na expulsão do atacante.


Diego Costa mordendo Barry, jogador do Everton - Reprodução

Diego Costa mordendo Barry, jogador do Everton - Reprodução


Entretanto, Diego Costa não arranjava confusão apenas com os jogadores adversários. O atacante já se envolveu em polêmica também com seus treinadores, um deles foi ninguém menos que José Mourinho, que já tem sua fama por ter personalidade forte.

Sendo pressionado por maus resultados, Mourinho barrou Diego de um clássico contra o Tottenham, sendo o motivo do brasileiro se descontrolar e jogar um colete na direção do técnico. Após o ocorrido, o português ainda tentou minimizar dizendo: "Se ele (Diego Costa) quiser me machucar, não será com um colete. Eu tenho um bom relacionamento com ele, sem problemas”.


Diego Costa e Mourinho esbarram banco reservas Chelsea - Tony O'Brien/ReutersDiego Costa e Mourinho esbarram banco reservas Chelsea - Tony O'Brien/Reuters


Em 2017, quando o clube da capital inglesa trocou o comando de Mourinho pelo italiano Antonio Conte, Diego Costa era o artilheiro da Premier League, mas o relacionamento com o treinador não era um dos melhores. Em uma ocasião, os dois brigaram porque o atacante reclamava de dores nas costas e não quis jogar. O italiano não acreditou na lesão, os dois se desentenderam e Diego acabou sendo afastado de alguns jogos.

A situação se desgastou tanto ao ponto de, no fim da temporada, Diego ter sido dispensado pelo técnico via SMS. O jornal espanhol, AS, publicou o conteúdo da mensagem de texto enviada: “Olá, Diego, espero que você esteja bem. Obrigado pela temporada que passamos juntos. Boa sorte para o próximo ano, mas você não está nos meus planos”.

Após a dispensa por SMS, Diego Costa ficou três meses sem dar as caras na equipe, até que voltou ao Atlético de Madrid, time onde teve seus melhores momentos, sendo negociado por 60 milhões de euros. Porém, no time colchonero o atacante saiu de forma polêmica.


Diego Costa e Antonio Conte - Glyn Kirk/Getty ImagesDiego Costa e Antonio Conte - Glyn Kirk/Getty Images


Outro técnico conhecido por sua forte personalidade, o argentino Diego Simeone, com certeza foi o treinador mais importante da carreira de Diego Costa, mas nem mesmo isso impediu que o brasileiro tivesse desentendimento com o comandante. Em dezembro de 2020, o atacante foi embora do Atlético de Madrid alegando "motivos pessoais". Porém, segundo o Marca, o real motivo teria sido um desentendimento com o argentino.

 

(Foto destaque: Conheça o mais novo jogador do 'Galo', Diego Costa: Rei das tretas e polêmicas na Europa - Reuters)

Deixe um comentário