Notícias

Com 2 meses para o carnaval, desfile da Sapucaí corre risco de ser cancelado

Ainda não se sabe como ocorrerá o carnaval do Rio Janeiro. A recomendação da Secretária de Saúde é cancelar as festividades de rua, mas continuar com o desfile da Sapucaí.

3 min de leitura
08 Jan 2022 - 09h00 | Atualizado em 08 Jan 2022 - 09h00

Devido à alta dos casos de covid-19 causados pela variante Ômicron a Secretária de Saúde do Rio de Janeiro recomendou, na última sexta-feira (7), que Governo Estadual suspenda o carnaval de rua, contudo, diz que pode manter o desfile na Sapucaí. A  ata da reunião para discutir o assunto será encaminhada para o secretário de Estado da Saúde, cargo ocupado atualmente por Alexandre Chieppe.

Em resposta, Chieppe afirmou que irá analisar a proposta, porém ainda estaria muito cedo para decidir sobre o cancelamento ou não da Sapucaí mesmo faltando 2 meses para a festividade. “Não é possível que tomemos uma decisão, agora, de suspensão de um evento que vai acontecer daqui a dois meses, à luz da situação epidemiológica atual” diz o secretário.

Alexandre Chieppe ainda está otimista, ele acredita que como a variante Ômicron se espalha mais facilmente quando chegar próximo da época do Carnaval a quantidade de casos já vai ter diminuído o suficiente para que as festividades ocorram sem problemas, e que o desfile possa ocorrer, desde que sigam as normas sanitárias.


Foto: Carnaval de rua (Foto: Reprodução/Thiago Matine/Prefeitura de Fortaleza)


Na mesma sexta-feira, Cláudio Castro declarou em suas redes sociais que irá recomendar ao comitê científico que suspenda o carnaval de rua, e afirmou que permitir as festas de rua seria irresponsabilidade. Contudo, continuou omisso em relação ao desfile.

A empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (Riotur), se comunicou com a Liga Independente das Escolas de Samba, aconselhando a cancelarem os ensaios de rua. Em resposta, a Liesa acatou o pedido e solicitou às escolas para fazerem os ensaios nas suas quadras, reforçando a exigência do comprovante de vacinação.

O diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri também se manifestou sobre o caso: “Chegamos em uma taxa de transmissão elevada, numa variante que não respeita muito a vacina. Não se deve promover nenhum tipo de aglomeração, nem com, nem sem passaporte, nem com, nem sem vacina.” afirmou.

 

Foto em destaque: Desfile de carnaval. Reprodução/Prefeitura de Porto Alegre

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo