Notícias

Candidaturas negras somam 49,49% e atingem recorde desde 2014

Em 2014, ano em que os candidatos puderam se autodeclarar negros, houve 44,24% de candidatura. Em 2022, esse número alcança um maior patamar, com 49,49% de candidatos negros participando das eleições gerais.

3 min de leitura
14 Set 2022 - 17h41 | Atualizado em 14 Set 2022 - 17h41

O percentual de candidatos negros nas eleições atingiu o maior número desde 2014. Naquele ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começou a implementar a autodeclaração de dados e analisar os dados. No entanto, o TSE mostrou neste período que mesmo o número de negros é o maior das ultimas três eleições gerais, e que o incentivo e os recursos que devem ser fornecidos a eles não condizem em comparação ao o que é dado aos candidatos brancos.

Em 2014, foi avaliado que 44,24% dos candidatos eram pessoas pretas. Em 2018, nas eleições seguintes, com um aumento, 46,5%. E atualmente, no ano de 2022, ano em que são feitas as eleições gerais, são 49,49% dos candidatos se autodeclarando negros, a maior desde 2014. O resultado considera a soma de pessoas pretas e pardas.

Com isso, pela primeira vez desde que a autodeclaração racial foi instituída em 2014, o percentual de candidaturas negras é superior ao de candidaturas brancas em uma eleição geral. Em comparação aos candidatos brancos, em 2014 o número era de 54,98%; em 2018, foram 52,46% e no ano de 2022, os que declaram brancos são 48,93%.


Em 2018, 46,5% dos candidatos se declararam negros. Na imagem, uma urna eletronica. (Foto: Reprodução/Sérgio Lima/Poder360)


Porém, apesar de estarem mais presentes no processo eleitoral, os candidatos pretos tem menos acesso a recursos na campanha, em comparação ao que os candidatos brancos receberam para alavancar suas campanhas eleitorais. De acordo com o TSE, os candidatos negros receberam pouco mais de 25% dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

O TSE estabelece que os partidos são livres para definir os critérios de distribuição de recursos entre os candidatos. Entretanto, devem cumprir a legislação que diz que tem que destinar pelo menos, 30% dos recursos para candidaturas femininas, além de observar a proporção de candidatas e candidatos autodeclarados negros.

No total, em números gerais, as eleições deste ano têm 28.288 candidaturas registradas. O número é 7,71% maior do que em 2014, mas 3,06% menos do que 2018.

Foto Destaque: Reprodução/RyanJLane

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo