Notícias

COVID-19: o fim da pandemia

Para o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), o cenário é o melhor desde o início do levantamento de dados da pandemia, em março de 2022.

3 min de leitura
14 Set 2022 - 17h30 | Atualizado em 14 Set 2022 - 17h30

Tedros Adhanom Ghebreyesus afirmou nesta quarta-feira (14) que o mundo “nunca esteve em melhor posição para acabar com a pandemia.”. Em entrevista coletiva, ele fez um apelo para que as nações continuem voltadas para o combate ao Covid-19, reforçando sua crença de que o fim da pandemia está próximo.

A crise sanitária do Covid-19 teve números assustadores. Por vezes, foram contabilizados mais de 10.000 óbitos diariamente. No pior momento, quando a variante Delta estava disseminada, esta contagem saltou para 14.585 mortes por dia.

Dados obtidos pela plataforma da Universidade John Hopkins, “Our World in Data”, mostram que em abril de 2020 o índice de mortes pela Covid-19 era de mais de 2 mil por dia e, atualmente, a média está em torno de 1.761 óbitos diários.

O patamar de mortes semanais pelo coronavírus é o mais baixo desde o início da contabilização, em março de 2020.


       Foto (Reprodução/Pexels - por CDC) 


O chefe da OMS fez uma comparação do momento mais brando da pandemia com uma maratona de corrida, com a ideia de que um corredor numa prova, quando não vê a linha de chegada, precisa correr mais rápido para conseguir vencer.

“Todos nós podemos ver a linha de chegada, estamos prestes a vencer. Seria realmente o pior momento para parar de correr.” Afirmou o diretor-geral.

Tedros também destacou que a população mundial deve aproveitar a oportunidade de continuar o combate ao coronavírus para não correr o risco do surgimento de novas variantes e possivelmente mais incertezas e mortes.

No início de setembro, a OMS contabilizou 6,4 milhões de mortes no mundo desde o início da pandemia, além de 600 milhões de casos confirmados até o momento.

A última análise divulgada pela organização, relativa a semana de 5 a 11 de setembro, constatou queda de 28% no número de casos de Covid-19, além da diminuição em 22% no número de mortes provocadas pelo coronavírus.

A OMS destacou a necessidade de que todas as pessoas se vacinem, para que a cobertura vacinal alcance um patamar satisfatório, também reforçou a necessidade de manutenção dos testes para rastreamento de possíveis variantes.

 

Foto destaque: Reprodução/Instagram

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo