Tech

CEO da Vivo afirma que não dá para falar de ESG sem falar em digitalização

Segundo o executivo, há uma vantagem nesse processo que vai além do fator social: a redução de deslocamentos e a consequente redução de emissões de gases do efeito estufa

3 min de leitura
19 Ago 2022 - 16h15 | Atualizado em 19 Ago 2022 - 16h15

O CEO da Vivo, Christian Gebara, afirma que não dá para falar de ESG sem falar no poder da digitalização. A sigla em inglês significa a governança ambiental, social e corporativa, uma abordagem para avaliar até que ponto uma empresa trabalha em prol de objetivos sociais que vão além do papel de uma corporação para maximizar os lucros em nome dos acionistas. Segundo o executivo, há uma vantagem nesse processo que vai além do fator social: a redução de deslocamentos e a consequente redução de emissões de gases do efeito estufa.

A Vivo investe anualmente de R$ 8 bilhões em expansão da rede, melhorias técnicas, iniciativas ligadas à sustentabilidade, ao bem-estar social e à governança dentro e fora da companhia. Em 2021, foram investidos R$ 8,7 bilhões. De acordo com Gebara, “grande parte desse investimento está relacionado à expansão da rede de fibra e de internet móvel. Esse é o nosso negócio, mas quando você chega a uma cidade levando conexão de internet, você também está desenvolvendo aquela comunidade, está levando mais acesso à educação, a serviços bancários, a cultura, entretenimento, saúde”.


A empresa possui mais de 60 milhões de clientes. Foto: Reprodução/Veja.


Entre as iniciativas da empresa ligadas a ESG, estão o “Vivo Diversidade”, que incentiva os colaboradores a expressar sua personalidade apoiado nos pilares de raça, gênero, LGBTQIA+ e pessoas com deficiência, o “Vivo Play”, conta gratuita digital para serviços bancários e o projeto “Geração Distribuída”, que propõe que a companhia produza sua própria energia de forma cada vez mais limpa e sustentável. Em 2021, foram instaladas 21 usinas e até o fim deste ano deve chegar a 85 unidades.

Christian Gebara, além de comandar a maior rede de acessos e a maior rede de fibra da América Latina, engajou-se nas boas práticas sociais, ambientais e de governança antes mesmo de assumir o comando da multinacional no Brasil, em 2019.

 

Foto destaque: Gebara afirma que a ESG faz parte do seu “guarda-chuva” há uns cinco anos, desde quando ele era COO. Reprodução/Ioram Finguerman.

 

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo