Gastronomia

Brasil recebe sete mil garrafas da famosa Safra de 2015 do Pêra-Manca tinto

O Pêra-Manca é especial porque é fruto de uma seleção das melhores videiras, feita durante décadas. Todo o trabalho é feito à mão e só é produzido em safras muito especiais.

3 min de leitura
05 Fev 2022 - 14h23 | Atualizado em 05 Fev 2022 - 14h23

O Brasil recebeu sete mil das 44 mil garrafas da famosa Safra de 2015 do vinho Pêra-Manca tinto, com o valor de quase 5 mil reais.

“É claro que não bebemos história, mas ela é parte importante de um vinho”, comentou Pedro Baptista, enólogo da Adega Cartuxa e responsável pela produção do Pêra-Manca tinto, vinho de quase R$ 5 mil que tem um grande percentual em vendas no país.


Pêra-Manca (Foto: Reprodução/Forbes)


História

Séculos atrás, havia em Évora, no Alentejo, um local com pedras grandes que balançavam. Teria sido o vinho dessa redondeza conhecida como Pedra-Manca ou Pêra Manca. O qual Pedro Alvares Cabral ofereceu aos nativos quando chegou no Brasil.


Já o Pêra-Manca da Adega Cartuxa, da Fundação Eunégio Almeida FEA, no entanto não é o mesmo da época, nem o do mesmo terreno. A primeira produção ocorreu em 1990, quando a FEA recebeu um presente da Casa Soares. Os vinhos têm o aroma e o paladar pouco parecidos.


Quem visita  a cidade de Évora e a Adega Cartuxa em São Paulo, contudo, bebe uma outra história: a história da muralha que cerca a cidade, do templo romano que sobrevive em seu interior, da FEA, da família e de sua relação com os cartuxos, uma ordem francesa de monges reclusos.

Alentejanos de peso

Dúvida Tinto 2011


Dúvida Tinto 2011. (Foto: Reprodução/Forbes)


Um vinho extremamente potente e elegante, da vinícola do renomado António Saramago, o enólogo mais antigo de Portugal. Um corte de aragonês, trincadeira e grand noir, tem 15% de álcool, mas ao degustar nem se percebe, tamanho é o equilíbrio.


Tapada dos Coelheiros Garrafeira 2008


Tapada dos Coelheiros Garrafeira 2008. (Foto: Reprodução/Forbes)


Uma ótima oportunidade de experimentar um alentejano de alto padão já com bons anos de existência. Tem uma cor vibrante, além de aromas e taninos, mas tudo isso já está amansado pelo tempo. Também foi criado por Saramago, este corte de cabernet sauvignon e aragonês já foi eleito pela crítica inglesa Jancis Robinson como o melhor alentejano. Hoje a vinícola pertence a brasileiros.

 

Mouchão Tonel 3-4 Tinto 2013


Mouchão Tonel 3-4 Tinto 2013 (Foto: Reprodução/Forbes)


Mouchão é bastante conhecido por seus vinhos de alicante bouschet. Este é um vinho bastante ousado com passagem por barricas construídas com outras madeiras, além do carvalho, como a macaúba brasileira o castanho português. É um vinho granada, frutado, fresco e floral.

 


Foto Destaque: Adega Cartuxa, responsável pela produção do Pêra-Manca. Reprodução/Forbes

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo