Tech

Brasil ocupa o primeiro lugar no uso de bike-sharing

Na América Latina, o uso de bicicletas compartilhadas como meio de transporte cresceu aproximadamente 400% nos últimos dez anos de acordo com um estudo da Tembici

3 min de leitura
24 Mai 2022 - 17h00 | Atualizado em 24 Mai 2022 - 17h00

A Tembici possui uma plataforma de bicicletas compartilhadas, entre os parceiros da startup estão o banco Itaú e o iFood.  Segundo o estudo sobre Micromobilidade no sul global feito pela empresa, foi identificado um aumento de 400% no uso de bikes como meios de transporte na América Latina nos últimos dez anos, o que torna esse meio de transporte cada vez mais importante para os latino-americanos.

Com base nas respostas de 52% dos entrevistados, se não houvesse a disponibilidade das bikes elétricas, os trajetos seriam realizados através de veículos motorizados. De acordo com Tembici, aproximadamente sete mil toneladas de dióxido de carbono foram economizadas no ano de 2021 devido ao uso dos sistemas de bike-sharing.

A CIO da Tembici, Carolina Rivas, afirma que “com o grande crescimento do uso das bikes nas cidades, inclusive durante o período de pandemia, entendemos que era necessário reunir em um grande estudo as informações sobre as bicicletas compartilhadas, além dos impactos sociais e ambientais envolvidos. Fizemos um levantamento, que contou com aproximadamente 5.700 respondentes, além de diversas análises de dados dos sistemas e múltiplas metodologias


Logo Tembici. (Foto: Reprodução/Facebook)


Na América Latina são mais de 45 mil bicicletas e 75 sistemas de bicicletas compartilhadas, que funcionam em cerca de 13 países. Dentre eles, o Brasil é o que possui a maior oferta de bike-sharing, aproximadamente 33%. A Tembici se responsabiliza por 72% dos sistemas onde atua, o que totaliza aproximadamente 65 milhões de viagens.

Aproximadamente 39% dos entrevistados afirmam usar o sistema de bike-sharing por causa do conforto, no que se refere a logística para retirar e estacionar as bicicletas e pelo fator de não ser necessário possuir uma bicicleta para se locomover por esse meio de transporte, evitando assim transportes cheios e transito. 23% revelou optar pelo sistema pois pedalar faz bem para à saúde. Além disso cerca de 58% das pessoas que fizeram a pesquisa afirmam usar a bicicletas como transporte para ir ou retornar do trabalho.

 

Foto Destaque: Bike da Tembici em parceria com o Itaú. Reprodução/Segs.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo