Notícias

Ator Alec Baldwin recebe processo milionário por difamação

Ator Alec Baldwin é processado novamente por família de fuzileiro dos EUA morto no Afeganistão Rylee J. McCollum, o ator é acusado de difamação pelas irmãs e viúva.

3 min de leitura
31 Ago 2022 - 16h00 | Atualizado em 31 Ago 2022 - 16h00

O processo contra o ator Alec Baldwin foi reapresentado de acordo com a apresentação de uma queixa na sexta-feira (26) pela família do fuzileiro naval norte-americano Rylee J. McCollum, por difamação. McCollum de 20 anos, foi um dos 13 militares americanos mortos em ataque no aeroporto de Kabul no Afeganistão em agosto de 2021.

A família de Rylee, acusam Alec de fazer alegações falsas contra os mesmo, incluindo insultos feitos a uma de suas irmãs, Roice McCollum em janeiro de 2022, após ela postar em suas redes sociais uma foto de uma multidão de manifestantes em Washington, D.C. A viúva do fuzileiro e suas irmãs, buscam uma indenização de US$ 25 milhões.

O processo afirma que “Baldwin ignorou claramente a negação de Roice de tumultos e a afirmação de que ela foi inocentada pelo FBI por participar de qualquer conduta que Baldwin escolheu atribuir falsamente a ela por meio de seus seguidores em massa”.

Outro processo já foi aberto pela família de Rylee em janeiro deste ano por motivos semelhantes, porem foi rejeitado em maio. Na ocasião, Luke Nikas, advogado de Baldwin declarou sobre a decisão que o processo buscava punir o ator “por expressar sua opinião política”. O mesmo ainda afirmou após a reapresentação:

O Sr. Baldwin doou vários milhares de dólares para a Sra. McCollum para homenagear seu marido, e agora ela esta processando-o por mais porque discorda de sua opinião política sobre a insurreição que ocorreu em 6 de janeiro no Capitólio dos EUA, este processo, como fizemos na última vez que eles abriram” Disse o advogado a CNN.


                               

                                       Soldado Rylee J. McCollum e sua irmão Rice McCollum (Foto: Reprodução/Monet)


Uma campanha de arrecadação de fundos online foi feita após a morte de Rylee, para ajudar sua viúva, Jiennah McCollum, e seu filho. O ator enviou um cheque de US$ 5.000 para a viúva como um “tributo a um soldado caído” consta no processo.

Após ver a publicação de Roice no Afeganistão e fazer comentários no perfil da mulher, Alec Baldwin compartilhou o perfil da mesma para seus seguidores, apagado horas depois com a seguinte legenda:

“ Muitos Trumpsters entrando aqui com o grito atual de que o ataque ao Capitólio foi um protesto e um exercício da democracia” — ele continua em seu post — “Fiz algumas pesquisas. Descobri, no IG, que essa mulher [Roice McCollum] é a irmã de um dos homens que foi morto... Eu me ofereci para enviar a sua cunhada alguns dólares como tributo ao seu falecido irmão, sua viúva e seu filho. O que eu fiz. Como um tributo a um soldado caído. Então eu encontro isso. A verdade é mais estranha que a ficção” escreveu o ator em seu post.

É afirmado no processo que o post feito por Baldwin em seu perfil do Instagram resultou em ataques e ameaças a Roice. Lance e Cheyenne McCollum também irmãs do fuzileiro, foram atacadas juntamente a viúva do mesmo em suas redes sociais, de acordo com o processo, recebendo “mensagens de ódio e até ameaças de morte”.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo