Notícias

Ataque russo a estação de trem na Ucrânia mata 22 pessoas, diz Zelesky

Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky acusa a Rússia de bombardeio em Dia da Independência ucraniana. Ataque ainda não foi confirmado por fontes independentes.

3 min de leitura
25 Ago 2022 - 09h55 | Atualizado em 25 Ago 2022 - 09h55

Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano, afirmou nesta quarta-feira que os russos fizeram um bombardeio contra uma estação ferroviária na parte central do país. O ataque teria deixado pelo menos 22 mortos e 50 feridos, mas a denúncia de Zelensky não foi confirmada por fontes independentes e nem por Moscou.

“Acabo de receber a informação sobre o disparo de um míssil russo contra uma estação ferroviária na região de Dnipro (...) Pelo menos 15 pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas”, afirmou Zelensky.


Zelensky declara que ucranianos vão resistir até o fim. (Foto: Marko Djurica/Reuters)


A denúncia foi feita em pronunciamento ao Conselho de Segurança da ONU na data em que a Ucrânia marca o Dia da Independência, que coincide neste ano com a marca de seis meses da invasão russa ao território ucraniano. O presidente ucraniano, no dia anterior, havia alertado para o risco de “provocações repugnantes” por parte dos russos. A Ucrânia comemora 31 anos da Independência ucraniana da União Soviética. Zelensky havia prometido que os ucranianos lutariam até o final contra os invasores.

“Não nos importamos com o Exército que vocês têm, só nos importamos com nossa terra. Lutaremos por ela até o fim”, disse o presidente ucraniano.

Atualmente, os combates se concentram no leste e sul da Ucrânia, onde a linha de frente parece bloqueada. Outras regiões também vêm sendo frequentemente bombardeadas pela Rússia, que usa mísseis de longo alcance. Os Estados Unidos anunciaram o envio de uma nova remessa de ajuda militar à Ucrânia, no valor de US$ 3 bilhões. A ajuda militar americana aos ucranianos chega ao total de US$ 13,6 bilhões, a maior parte feita depois do início da invasão russa.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse que os seis meses da invasão representam um “marco triste e trágico”, afirmando que as consequências de uma “guerra absurda” vão “muito além da Ucrânia”. Guterres, em particular, reitera uma profunda preocupação com as atividades militares em torno da usina nuclear de Zaporíjia.

Foto destaque: Presidente ucraniano acusa a Rússia de bombardeio na data de Indenpendência da Ucrânia. Crédito: Reprodução/Redes Sociais

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo