Cinema/TV

Astro de ‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis’ rebate CEO da Disney sobre filme ser um experimento

Astro de Shang-Chi, Simu Liu, rebate declaração da Disney de que filme da Marvel seria experimento. CEO da companhia, Bob Chapek, fez declaração em entrevistas.

3 min de leitura
14 Ago 2021 - 16h21 | Atulizado em 14 Ago 2021 - 16h21
Durante uma reunião com analistas de Wall Street sobre os lucros da Walt Disney na sexta-feira (13), o CEO da companhia, Bob Chapek, comentou sobre os primeiros filmes da empresa que terão uma exibição exclusiva nos cinemas por um período de 45 dias, dentre eles, o novo projeto da Marvel ‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis’. Chapek se referiu ao filme como um “experimento interessante” para a empresa testar se sua estratégia de lançamento vai funcionar.
 
Até o momento, grande parte dos lançamentos foram disponibilizados em um modelo flexível com estreias simultâneas nos cinemas e com o acesso premium do Disney+, no qual, por uma taxa de R$69.90 (no caso do Brasil) o assinante pode desfrutar de filmes inéditos no conforto de casa. Grandes blockbusters do estúdio como ‘Viúva Negra’, ‘Cruella’ e ‘Jungle Cruise’ foram lançados nesse modelo flexível, porém, com o aumento das taxas de vacinados nos EUA, a companhia do Mickey espera que o filme da Marvel tenha uma performance mais lucrativa nas bilheterias mundiais.
 
Acontece que o astro de ‘Shang-Chi’, Simu Liu, não gostou nada de ter seu filme classificado como experimento. A produção será a primeira da Marvel Studios a contar a história de um herói asiático, e, assim como ‘Pantera Negra’, traz uma grande representatividade para a comunidade sino-americana num mercado em que a representação asiática é bastante estereotipada. Numa postagem no Twitter, o ator expressou seu descontentamento com a declaração de Chapek e exaltou a importância do projeto. Leia abaixo:


''Nós não somos um teste. Nós somos os azarões, os subestimados. Nós estamos quebrando o teto de vidro. Nós somos uma celebração de cultura e alegria que vai perseverar após um ano sitiado. Nós somos a surpresa. Estou empolgado pra c****** para fazer história no dia 3 de setembro. Junte-se a nós".

Esse é o segundo caso de um funcionário da Disney descontente com as atitudes ou declarações dos executivos, recentemente, Scarlett Johansson entrou com um processo contra a empresa por quebra de contrato alegando que o lançamento de Viúva Negra no Disney+ diminuiu o valor da porcentagem em bilheteria que ela receberia como bonificação. A estrela de ‘Viúva Negra’ afirma que tentou negociar uma compensação em diversas ocasiões, mas nunca foi respondida pelos executivos, por isso decidiu mover uma ação na justiça norte-americana. Questionado sobre se arrepende dos lançamento híbridos, Chapek reafirmou que era a estratégia certa para permitir à companhia alcançar um público mais amplo possível durante a pandemia da Covid-19.

Scarlett Johansson em Viúva Negra (Reprodução/Disney/Marvel).


‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis’ chega em 3 de setembro nos cinemas brasileiros. O filme do novo herói da Marvel é dirigido por Destin Daniel Cretton (Luta por Justiça) e conta com Awkwafina (Jumanji: Próxima Fase), Michelle Yeoh (O Tigre e o Dragão) e Tony Leung (O Grande Mestre) no elenco principal. Na trama, Shang-Chi (Liu) deve lutar contra a organização dos Dez Anéis comandada por seu pai, o cruel Mandarim (Leung).
 
(Foto Destaque: Simu Liu em pôster de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis - Reprodução/Marvel/Twitter).

Deixe um comentário