Esportes

Aquagirl brasileira: Ana Marcela vence prova e conquista o 4º ouro nas Olimpíadas

Após frustrações nos últimos 4 ciclos olímpicos, Ana Marcela mostra todo seu amadurecimento, faz a prova da sua vida e se torna medalhista de ouro olímpica nos jogos de Tóquio 2020.

3 min de leitura
03 Ago 2021 - 22h00 | Atulizado em 03 Ago 2021 - 22h00

Baiana, 29 anos, referência em sua modalidade, considerada uma das melhores atletas em águas abertas do mundo, Ana Marcela realiza sonho – quem vem desde Pequim 2008 – de ser medalhista e campeã olímpica na noite desta terça-feira, em Tóquio.

Em prova de 10 km, Ana esteve a todo o momento brigando nas primeiras posições, liderando em alguns momentos, inclusive na parte final, disputando braçada a braçada a liderança do grupo. Esse foi o primeiro ouro conquistado pelo Brasil na modalidade, porém é a segunda medalha em sequência, já que Poliana Okimoto havia conquistado o bronze na última olimpíada, no Rio de Janeiro. Essa foi a 15ª medalha do Brasil em Tóquio.


Ana Marcela durante prova dos 10  km, Tóquio 2020. (Foto: Reprodução/Correio Braziliense)


 

Com apenas 16 anos, em 2008, Pequim, Ana estreou – assim como a própria modalidade, na ocasião – sua participação nos jogos olímpicos e acabou em quinto lugar. Em 2011, competiu em uma prova do campeonato mundial, da mesma distancia desta que acabou de conquistar, e terminou na 11ª posição, que custou a sua ida para Londres, em 2012. Em 2016, apesar de chegar com uma das favoritas, por ser tricampeã mundial, infelizmente ficou com 10º lugar. A frustração não se perpetuou e Marcela seguiu conquistando títulos atrás de títulos, chegando em 2019 e garantindo sua vaga para os jogos olímpicos de Tóquio após ficar em quinto na prova dos 10 km e vencendo as de 5 km e 25 km no Mundial, na Coréia do Sul.

Ler mais:

https://esportes.r7.com/olimpiadas/alison-faz-historia-e-conquista-bronze-nos-400-m-com-barreiras-03082021 

https://esportes.r7.com/olimpiadas/fotos/programe-se-veja-os-destaques-do-dia-na-olimpiada-de-toquio-03082021 

 

https://esportes.r7.com/olimpiadas/com-biles-de-volta-flavia-saraiva-fica-em-7-na-ginastica-artistica-03082021 

Ana Marcela tinha tudo para chegar no Japão e fazer história, e foi isso que fez. Uma vitória de um jeito que retrata exatamente quem é a atleta: na, força, velocidade e persistência. “Falei para o Fernando (treinador) que, para ganhar de mim, teria que nadar muito. Eu sabia como estava preparada. Assim como estava em Kazan, onde eu deitei e rolei. Aqui fiz igual. Fiz minha prova e aquilo que aprendi, que é ser feliz. Fui muito feliz”, celebra a baiana.

 

 

Foto destaque: Reprodução/Esportes R7

Deixe um comentário