Mundo Animal

A desidratação em pets no verão

A desidratação em animais de estimação é muito comum no verão, principalmente em cachorros, por isso a atenção deve ser redobrada com os pets nessa época do ano.

3 min de leitura
27 Jan 2022 - 10h17 | Atualizado em 27 Jan 2022 - 10h17

A hidratação é um fator muito importante para a saúde de todos os seres vivos, principalmente no verão, quando a transpiração aumenta, e corpo perde mais líquido. Para os seres humanos é mais fácil se manter hidratado, diferente dos animais que precisam ser incentivados a consumir água.

Por isso, é crucial ficar atento aos primeiros sinais de desidratação nos pets. Para os cães, está é uma função fisiológica, ou seja, eles bebem água quando estão com sede, porém, para manter a hidratação é preciso beber água constantemente, pois indícios de sede, nada mais é do que uma indicação do corpo de desidratação. E para isso ser evitado, é preciso seguir alguns passos.

Dicas para driblar a desidratação

  • As vasilhas devem estar em lugares visíveis e deve ter sempre água fresca e limpa. O cão precisa "ver" a vasilha com água para “lembrar”, se possível tenha de duas a três vasilhas, espalhadas pela casa.
  • Experimente água de coco, os cães e gatos podem enjoar da água, e nessa hora a água de coco pode ser uma boa forma de mantê-los hidratados, mas é importante lembrar que ela não substitui a água natural.
  • Evitar longos períodos em exposição ao sol, principalmente os cachorros que costumas passear mais com os donos, diferentes de gatos, coelhos e outros bichos de estimação.
  • Quando for passear leve sempre uma garrafa abastecida, para poder oferecer ao animal durante os passeios.

Em uma entrevista para o Gshow, uma médica veterinária alerta ao risco de expor os cães a uma situação extrema de calor, como, por exemplo, em carros. “Dentro do carro, a temperatura fica alta muito rapidamente. E os cachorros não regulam a temperatura como nós e não suam, o que faz com que eles sejam muito mais propensos ao hiper aquecimento e à desidratação", alerta a especialista.

Já os gatos são animais que não tem costume de ingerir água, pois são adaptados a esta condição. Ainda assim, é preciso estimular esse consumo, uma solução é ofertar saches, visto que, esses alimentos contêm muita água.

Como saber se o seu pet está ou não desidratado?

 Os sintomas de cachorros desidratados são:

  • Olhos fundos
  • Gengivas secas
  • Letargia
  • Fraqueza
  • Colapso
  • Perda de elasticidade da pele

Para identificar se o cachorro está desidratado, puxe, sem pressionar muito, a pele do animal, atrás do pescoço. Em seguida estique sem soltar. Em um cão hidratado, a pele deve voltar rapidamente ao lugar. Se você soltar a pele e ela voltar lentamente, seu cão provavelmente está desidratado. As gengivas secas também são um sinal, elas devem sempre estar molhadas.

 

 

Foto Destaque:  Cuidados com os pets no verão. Reprodução/Instagram.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo