Bem Estar

A busca da medicina integrativa em tempos de pandemia

O surgimento da pandemia desestruturou o cronograma mundial, e, seu impacto, fora além do esperado. Estudos mostram como a pandemia influenciou negativamente em relação a saúde mental, e ressalta a importância do tratamento psíquico e emocional.

3 min de leitura
31 Jan 2022 - 10h56 | Atualizado em 31 Jan 2022 - 10h56

A pandemia causou transtornos ao redor do mundo, e, além de afetar o físico, foi registrado um aumento alarmante nos problemas de saúde mental. Em outubro de 2021,a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou seu novo Atlas de Saúde Mental, identificando falha em escala global ao fornecer assistência às pessoas em relação as capacidades de saúde mental.

Devido ao isolamento desse período de pandemia, proporcionado pela quarentena que circulou o mundo todo, houve um crescimento nos casos de ansiedade, déficit de atenção e depressão. De acordo com o Atlas da OMS, ainda há um caminho muito longo a ser traçado para que todas as pessoas possam ter acesso aos cuidados de saúde mental.

O dia 23 de janeiro é dedicado à medicina integrada, voltada para práticas que auxiliem no tratamento de doenças, e, esse mês, também é conhecido por ser o mês da conscientização das questões de saúde mental, intitulado como “Janeiro branco”.

Em 2020, no início da pandemia, foi realizado um estudo pelos pesquisadores da Oxford, com mais de 60 mil pessoas, comprovando que 20% dos pacientes que foram testados positivos para a covid-19 e não apresentavam nenhuma doença psiquiátrica, após 14 a 90 dias da infecção, apresentaram ansiedade, depressão e insônia. Os pesquisadores pontuaram que pessoas que já apresentavam um transtorno psiquiátrico tinham 65% de chances a mais de adoecerem pelo coronavírus, deixando em evidência a importância do tratamento de saúde mental, e, também, sua influência nos aspectos da saúde física.


Tratamentos de medicina integrativa (Foto: reprodução/Pinterest)


 

Dessa forma, é importante aliviar o estresse e a ansiedade, pois eles contribuem para o surgimento de outras doenças e podem piorar o quadro do paciente.

A busca por tratamentos alternativos vem aumentando, em destaque: meditação; aromaterapia; acupuntura. Um estudo americano, realizado com mulheres, demonstrou a efetividade da acupuntura na redução da ansiedade e depressão, onde mais da metade já não apresentava mais doenças após oito semanas de tratamento.

Foto destaque: Acupuntura auxilia nos tratamentos de saúde mental. Reprodução/Santa Casa de Maringá 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo