Reality

A Fazenda 12: Raissa perde o controle e parte para cima de Carol Narizinho

A confusão teria começado após a modelo ter chamado a ex-panicat de ‘patricinha’ durante uma atividade.

3 min de leitura
12 Out 2020 - 12h26 | Atulizado em 12 Out 2020 - 12h26

Na noite deste domingo (11), em A Fazenda 12, Raissa e Carol Narizinho protagonizaram uma das maiores tretas da temporada do reality rural da Record TV. Após a realização de uma atividade, intitulada de “Ferra Peão”, as duas se desentenderam e os ânimos se exaltaram. 

 

Tudo começou quando Carol foi questionar a colega de confinamento sobre o motivo de ter sido chamada de ‘patricinha’. "Patricinha não significa ter estilo. Patricinha significa ter dinheiro, condições financeiras e se achar", explicou Carol. Em seguida, já no quarto, Luiza Ambiel aconselhou as amigas a conversarem no dia seguinte, quando tudo já estivesse mais calmo, o que acabou não sendo respeitado. 

 

Nesse sentido, ainda na tentativa de se 'acertar', a ex-pânico soltou: “A pessoa quando não tem cabeça, não adianta explicar”. A fala acabou causando a fúria da ex-vice Miss Bumbum, que pulou três camas para tirar satisfações cara a cara. “Tá falando que eu não tenho cabeça? Tá falando que eu não tenho cabeça?”, questionou Raissa. Luiza, Jake e Victória que estavam no quarto e presenciaram o momento interferiram para que a discussão não chegasse as vias de fato. A Miss Brasil 2013 então conseguiu tirar a modelo do ambiente, que saiu chutando as portas, as cadeiras e tudo que encontrou pela frente. 


confusão ocorreu após a realização de uma atividade. (Video: Reprodução/Youtube)


Leia mais: A Fazenda 12: Raissa perde o controle e joga água em Biel 

 

Raissa sofre transtorno de personalidade 


Lembrando que Raissa sofre de um transtorno de personalidade, que pode ser descrito como um jeito de ser, de sentir, de se perceber e de se relacionar com os outros que foge do padrão considerado "normal" ou saudável. Ou seja, causa sofrimento para a própria pessoa e/ou para os outros. Enquadrar um indivíduo em uma categoria não é fácil — cada pessoa é um universo, com características próprias.

 

Reconhecido como um dos transtornos mais lesivos, o "border" (apelido usado pelos especialistas) pode levar a episódios de automutilação, abuso de substâncias e agressões físicas. Além disso, cerca de 10% dos pacientes cometem suicídio. As pessoas diagnosticados com o quadro sofrem uma montanha-russa emocional, dificuldade em controlar os impulsos, e tendem a enxergar a si mesmo e aos outros na base do "tudo ou nada", o que explica e muito a postura da participante. 

(Foto Destaque: Raissa Barbosa. Reprodução/Instagram) 

Deixe um comentário