Business

A CEO do Rappi afirma que as bikes elétricas têm chances de revolucionar o setor de entregas

Rappi visa investir em uma inovação para os negócios que são as bikes elétricas, de caráter ímpar, as bikes são muito mais benéficas para o meio ambiente do que as motos

3 min de leitura
05 Mai 2022 - 19h06 | Atualizado em 05 Mai 2022 - 19h06

O Rappi informou que investirá na inserção de bikes elétricas, com o intuito de aumentar a qualidade das entregas e poder concorrer com o iFood, que através de uma associação com a startup Tembici pode alcançar 2,5 mil bicicletas no Brasil até o período do término do ano. Convém lembrar que a empresa de origem colombiana tem uma parceria com a Woie Rental, e por esse motivo, conquistará 40 unidades de bikes elétricas no estado de São Paulo, e tem uma estimativa de obter 2 mil neste ano.

Vale ressaltar que essa tendência de inserir as bikes no segmento de entregas está em alta e o valor di aluguel das e-bikes está em torno de R$ 90,00 mensal. O Rappi financiará o resto do valor atrelado à locadora, por intermédio da associação existente entre as diversas empresas. O diretor de operações do rappi Brasil, Osmar Queiroz, relatou que o motivo real é que esse planejamento possa de fato ser ampliado pelas vertentes do aplicativo e adquira novos espaços nas demais regiões do Brasil.

Bicicleta Elétrica (Foto: Reprodução/ Pixabay)

Osmar Queiroz explanou ainda que no Estado de São Paulo, as e-bikes têm a capacidade de chegar a lugares bem distantes, além de possuir vantagens para o meio ambiente, devido ao fato de serem sustentáveis, ou seja, reduzem cerca de 20kg por dia de emissão de gases poluentes como o carbono, se comparadas com uma moto. Ainda há uma expectativa de ascensão neste ano para alcançar diversas cidades do país, a saber, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Fortaleza, Recife e Campinas, a longo prazo o objetivo é alcançar mais capitais.

A presidente do Rappi Brasil, Tijana Jankovic, destaca a respeito dos artifícios, de como as bikes elétricas são imprescindíveis para os negócios e sobre as consequências de querer concorrer com o iFood.

 

Foto destaque: Reprodução/InfoMoney

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo