Saúde e Bem Estar

Verrugas: Saiba porque elas aparecem no nosso corpo

A Verruga é uma lesão na pele que é causada pelo HPV( vírus papilomavírus humano). Não coçar os ferimentos e usar preservativos é a melhor forma de evitá-la.

3 min de leitura
08 Dez 2020 - 15h05 | Atulizado em 08 Dez 2020 - 15h05

As verrugas são lesões da pele causadas pelo vírus papilomavírus humano (HPV). O contágio pode ocorrer por contato direto com pessoas e objetos infectados, por autoinoculação através de pequenos ferimentos que servem de porta de entrada para o vírus, nas relações sexuais e por via materno-fetal no momento do parto.

De acordo com o Doutor Drauzio Varella, pacientes imunodeprimidos são os mais vulneráveis ao aparecimento de verrugas causadas pelo HPV. Para evitá-la, é importante não coçar nem ferir as lesões para que o vírus não penetre por escoriações na pele. O uso de preservativos em todas as relações sexuais também é uma forma de prevenir esse tipo infecção.

Leia mais: Ansiedade: Entenda o que é e os tipos de tratamento


Remoção de verruga. (Reprodução/Freepik)

Remoção de verruga. (Reprodução/Freepik)


Principais tipos de Verrugas

O Ministério da saúde listou as verrugas virais de acordo com a sua localização e formato.

Verruga vulgar: localizam-se na superfície normal da pele. As lesões são elevadas, endurecidas, de superfície áspera e coloração esbranquiçada. Algumas apresentam pontilhado escuro. Isoladas ou juntas, podem variar de milímetros a centímetros de diâmetro. As áreas mais atingidas são as extremidades dos membros, sendo muito frequentes nas mãos, cotovelos e joelhos. Mais facilmente encontradas nas crianças e adolescentes.

Verruga plana juvenil: as lesões são pequenas, de superfície plana e em grande número. As regiões mais atingidas são a face e os membros. Mais frequentes em adolescentes.

Verruga plantar: Localizadas nas plantas dos pés estas lesões crescem para dentro da pele, devido ao peso do corpo impedir o seu crescimento para fora. São, muitas vezes, confundidas com calosidades, porém, quando raspadas, as lesões mostram uma superfície irregular e pontos escuros no seu interior, o que as diferencia dos calos. As maiores costumam ser dolorosas ao pisar.

Verruga filiforme: mais frequente na face e no pescoço, este tipo de verruga forma lesões semelhantes a um dedo que se projeta da superfície da pele. É mais facilmente encontrada nas pessoas idosas.

Verruga genital ou condiloma acuminado: este tipo de verruga é encontrado na região genital ou perianal. As lesões são mais macias e, quando localizadas nas mucosas, podem ser úmidas. A coloração varia de esbranquiçada a escura e o tamanho de pequeninos pontos a grandes lesões com aspecto de couve-flor. Mais comum em adultos, pode ser adquirida por transmissão sexual.

Quando o problema das verrugas permanece por muito tempo, o recomendável é procurar o Dermatologista. De acordo com a Biblioteca virtual em Saúde, o tratamento das verrugas pode ser feito através de procedimentos cirúrgicos (eletrocoagulação e raspagem), pela cauterização química das lesões (uso de substâncias cáusticas sobre as lesões), pela criocirurgia (destruição das lesões por congelamento com nitrogênio líquido) ou pelo uso local de substâncias conhecidas como imunomoduladores, utilizadas para o tratamento de verrugas resistentes aos tratamentos convencionais.

(Foto Destaque: Verrugas. Reprodução/Sandra Freitas)

Deixe um comentário