Reality

Por que The Masked Singer é a melhor novidade da TV em 2021?

The Masked Singer prova que é um reality show de sucesso na Globo. Apresentada por Ivete Sangalo, a atração alegra as noites de terça dos brasileiros que acompanham.

3 min de leitura
09 Set 2021 - 00h10 | Atulizado em 09 Set 2021 - 00h10

Com emissoras apostando em reprises de novelas para preencher as grades, a Globo inovou com a estreia do The Masked Singer Brasil. O programa, apresentado por Ivete Sangalo, vai além de uma diversão inédita. A atração traz leveza e envolve o público com o mistério da identidade dos cantores mascarados.

Ao todo, foram exibidas quatro edições, fazendo o reality musical acumular a média de 20, 9 pontos na Grande São Paulo, o suficiente para superar a audiência de No Limite 5, que ocupava a faixa das noites de terça. O sucesso está sendo tão promissor que a Globo já negocia uma nova temporada em 2022.

Na terça (7), o programa não foi exibido devido à transmissão do jogo Corinthians x Juventude, válido pelo Campeonato Brasileiro para maior parte do país, enquanto outras regiões ficaram com Chapecoense x Fluminense e Goiás x Cruzeiro. Taís Araújo revoltou-se com a suspensão: "Estou passada com isso. Não sabia, não". O reality retorna na próxima semana (14).


Wanessa Camargo fala sobre a sua participação no ‘Show dos Famosos’: “nervosismo e ansiedade”

Sabrina Sato revela surpresa para os finalistas do 'Ilha Record'

Nadja Pessoa afirma ter pedido pra sair de Ilha Record, mas teve pedido negado: 'Só eu sei o que eu passei'; confira


Mas afinal, por que o Masked Singer Brasil é a melhor novidade da TV este ano?


Monstro entretém com show divertido(Reprodução/TV Globo)


Leveza e diversão

Não é novidade para ninguém o cenário que o país enfrenta, com crises sanitária e política. O noticiário pesado todos os dias faz o público procurar um entretenimento leve para finalizar a noite. Famosos mascarados cantando sucessos variados asseguram boas risadas às terças-feiras.


Público está curioso para saber quem é jacaré (Reprodução/TV Globo)


Detetives do Povão

É fácil bancar o Sherlock Holmes assistindo o programa. Não tem como acompanhar a cantoria sem tentar adivinhar quem são os mascarados. Vale arriscar um palpite com as dicas dadas na edição. Se for assistir em família ou amigos, dá para rolar uma gincana de quem acerta mais e assim a farra será garantida!


Platéia e participantes com máscara (Reprodução/TV Globo)


Medidas de biossegurança

Ainda estamos em uma pandemia e no Masked Singer não seria diferente. É preciso respeitar os protocolos de segurança adotados pela Globo. Não são apenas as celebridades que usam máscaras. A platéia faz uso e é separada por placas de acrílico. A bancada do júri também promove o distanciamento social, servindo de bom exemplo para os telespectadores.


Onde mais Renata Ceribelli seria um brigadeiro ambulante? (Reprodução/TV Globo)


Cenas insanas

Quem iria imaginar a jornalista Renata Ceribelli vestida como um brigadeiro e soltando o ''gogó''? Ou então o cantor Sidney Magal emocionado ao falar dos netos com uma fantasia de cachorro-quente? Essas e outras cenas somente o Masked Singer pode proporcionar para a TV brasileira e o público só tem a agradecer pelas risadas garantidas, cada vez que assiste o programa.


Sterblitch, Simone, Lombardi e Taís foram júri da competição (Reprodução/TV Globo)


Júri bem selecionado

Um dos motivos para o grande sucesso do Masked Singer é a escolha dos jurados, que precisam descobrir quem é o famoso mascarado. A escolha pareceu bastante improvável mas Eduardo Sterblitch, Simone Mendes, Rodrigo Lombardi e Taís Araujo mostraram ser um acerto da Globo.

Edu com seus palpites inusitados, Simone e as apostas afinadas, o afinco de Lombardi e Taís desesperada para tentar desvendar os enigmas da vez dão força para a atração comandada pela cantora Ivete Sangalo. Sem o quarteto provavelmente não daria tão certo!

 

(Foto destaque: Ivete Sangalo apresenta o The Masked Singer Brasil, com muita leveza e diversão. Reprodução/TV Globo)

 

Deixe um comentário