Bem Estar

No Japão, homem afirma dormir apenas 30 minutos por noite

No Japão, Daisuke Hori afirma possuir apenas 30 minutos de sono por noite. Especialistas afirmam que a falta de sono pode ser prejudicial à saúde mental e física.

3 min de leitura
21 Set 2021 - 21h25 | Atulizado em 21 Set 2021 - 21h25

 O japonês Daisuke Hori, 36 anos, virou um dos principais assuntos na web por conta de uma peculiaridade: Daisuke dorme apenas 30 minutos por noite. Em programa de tv local, o japonês contou a sua rotina e afirmou que não possui problemas de saúde ou efeitos colaterais devido ao costume e recomenda outras pessoas a experimentarem o feito. Ao programa de tv e ao site Oddity Central, Daisuke disse que não tinha tempo suficiente durante o dia para realizar as tarefas do dia a dia: “Senti que as 16 horas não era tempo suficiente para todas as coisas que queria fazer durante o dia”, afirmou. No programa, Hori foi desafiado a mostrar a rotina de sono e o dia a dia por um período de três dias.


Daisuke Hori durante sessão de ginástica. (Foto: Reprodução/ Oddit Central)


 Com a missão de mostrar a rotina do japonês, a equipe do programa de tv foi até a residência de Daisuke. No primeiro dia, Hori acordou às 8h e teve atividades como escrita, leitura e ginástica. Em umas das noites, chegou a dormir por apenas 26 minutos e, em seguida, saiu com amigos para surfar durante a madrugada. Estes amigos que saíram com Daisuke fazem parte da Associação de Sono Curto do Japão, do qual Hori é presidente. Em contrapartida, especialistas afirmam que a falta de sono ou sono irregular podem causar alguns distúrbios como o ritmo circadiano e a insônia. Além disso, um adulto precisa de dormir entre 6 e 9 horas por noite.

Falta de sono frequente pode afetar bem-estar físico e causar distúrbios mentais

Coronavac possui proteção acima de 90% em pessoas com comorbidades

Covid-19: Pfizer entrega mais de 2,28 milhões de doses para o Brasil e avança nos estudos para vacinação em crianças

 Nos Estados Unidos, uma análise divulgada pela revista Annals Of Behavioral Medicine estudou as consequências de dormir por um período inferior a seis horas por noite – o mínimo necessário para uma pessoa adulta. Na pesquisa, os problemas físicos e mentais foram aumentando gradativamente com o passar do tempo e, no último dia de pesquisa, os participantes relataram a gravidade dos sintomas. O professor assistente na Escola de Estudos do Envelhecimento do Sul da Flórida e responsável pela análise, Soomi Lee, afirmou à época que: “Os resultados desse estudo mostram que ter apenas uma noite sem dormir pode prejudicar significativamente o seu funcionamento diário”. Os participantes da pesquisa liderada por Soomi, relataram sintomas como a raiva, sentimento de solidão, frustação e nervosismo. Sintomas físicos como problemas respiratórios e dores no corpo também foram relatados.

Foto Destaque: Daisuke Hori durante entrevista à tv local. Reprodução/ Oddity Central

 

 

Deixe um comentário