Notícias

Ucrânia: entenda a possibilidade de explosão na central nuclear de Zaporíjia

Kiev alerta que soldados russos podem ter colocado explosivos em duas unidades da usina nuclear ucraniana. A AIEA quer investigar a suspeita. Uma explosão pode liberar radiação.

07 Jul 2023 - 16h40 | Atualizado em 07 Jul 2023 - 16h40
Ucrânia: entenda a possibilidade de explosão na central nuclear de Zaporíjia Lorena Bueri

A operadora ucraniana Energoatom alertou que o Exército russo possívelmente havia minado o local, após primeiros meses da ocupação russa da usina nuclear de Zaporíjia, no primeiro semestre de 2022 . No início de junho, a parede de uma barragem do reservatório ao lado de Kakhovka foi arruinada, possílvemente pelo Exército russo. Kiev também comentou que os ocupantes haviam extraído a lagoa de resfriamento da usina. Neste momento, a liderança militar ucraniana avisou que soldados russos também incorporaram objetos semelhantes a dispositivos explosivos a dois blocos da usina nuclear.

Em contrapartida, a a gência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmou que no período analisado não havia encontrado sinais de minas ou outros explosivos na usina nuclear. Já o diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi, afirmou que especialistas da agência necessitavam ter acesso a outras áreas da usina nuclear, para ser feita uma investigação mais completa, assim descartaria qualquer possibilidade de dispositivos explosivos estarem presos ali.


Soldado russo vigia acesso à central nuclear de Zaporizhzhia, na Ucrânia. (Reprodução: Alexander Ermochenko/ Reuters)


Sistema de resfriamento como um ponto fraco

Olha Kozharna,  especialista de segurança nuclear da Ucrania, afirma que a colocação de minas de áreas importantes do resfriamento pode retratar uma ameaça direta à usina. A água no tanque de resfriamento tem um papel importante nisso. Ela é usada para resfriar os elementos combustíveis nos reatores para que assim não derretam devido ao seu superaquecimento.

Desde outubro do ano passado, as seis unidades da central nuclear de Zaporíjia não estão em operação. Cinco delas estão em um desligamento frio. Especialista do centro de Segurança Nuclear e Radiação da Ucrânia, Dmytro Humenyuk, afirma que os reatores ainda precisam serem esfriados porque os componentes de combustível que encontra nos reatores continuam a liberar algum tipo calor, entretanto a água não consegue evaporar mais. Uma hipótese é se o sistema de refrigeração for destruído e a água evacuada, segundo os especialistas, após oito dias poderia ocorrer um acidente.

No entanto, segundo os especialistas, o sexto reator ainda está em desligamento a quente, embora a AIEA já tenha pedido seu desligamento a frio entorno de quatro semanas. A água de resfriamento dele pode atingir temperaturas de até 280 graus e evaporaria rapidamente em caso de possível vazamento. Por isso, segundo os especialistas, restariam apenas 27 horas para evitar que a radiação escapasse.

Foto Destaque:Central nuclear de Zaporizhzhia, na Ucrânia. (Reprodução: Alexander Ermochenko/ Reuters)

VEJA TAMBÉM

Rússia afirma controlar região no leste da Ucrânia, mas Kiev nega Lorena Bueri

Rússia afirma controlar região no leste da Ucrânia, mas Kiev nega

Exército russo declara controle total do assentamento de Bilohorivka, mas Kiev relata confrontos em andamento na região, e Zelensky pede agilidade ao Ocidente
Ucrânia denuncia exército russo por impedir evacuação em cidade bombardeada Lorena Bueri

Ucrânia denuncia exército russo por impedir evacuação em cidade bombardeada

Vovchansk, 60 km a nordeste de Kharkiv, se tornou nesses últimos dias cenário de ferozes combates entre russos e ucranianos, numa região de fronteira próxima à cidade
Ataque russo contra Kiev e Kharkiv, na Ucrânia, mata 4 pessoas e deixa dezenas de feridos Lorena Bueri

Ataque russo contra Kiev e Kharkiv, na Ucrânia, mata 4 pessoas e deixa dezenas de feridos

Ataques aéreos russos atingiram Kiev e Kharkiv, resultando em quatro mortes e mais de 60 feridos, segundo autoridades ucranianas, intensificando o conflito na região
Kiev é atacada por mísseis russos; destroços deixam 53 feridos Lorena Bueri

Kiev é atacada por mísseis russos; destroços deixam 53 feridos

O ataque aconteceu durante a madrugada, por volta das 3H, horário local (22H, de Brasília) e a cidade de Odessa também foi atacada. Zelensky se comprometeu em reforçar defesa áerea do país
Rússia lança ataque com mísseis balísticos em direção à Kiev e deixa feridos Lorena Bueri

Rússia lança ataque com mísseis balísticos em direção à Kiev e deixa feridos

Os ataques deferidos pela Rússia nesta segunda-feira (11) tinham alvo a capital ucraniana Kiev e principalmente estruturas energéticas, destroços dos mísseis abatidos deixaram quatro pessoas feridas
Ataques ucranianos à Rússia se intensificam, mas Kiev não assume responsabilidade Lorena Bueri

Ataques ucranianos à Rússia se intensificam, mas Kiev não assume responsabilidade

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky afirmou em entrevista que se por acaso seu país vir a atacar a Rússia dentro de seu território, perderá o apoio de aliados ocidentais no conflito.
Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo